Bauru e grande região

Esportes

Vôlei: campeãs de elite

Preve/Concilig bate Osasco por 3 a 0, garante o título do Campeonato Paulista e a vaga para a Divisão Especial feminina em 2014

por Vitor Oshiro

01/12/2013 - 10h10

Quem foi ao ginásio Panela de Pressão na noite de ontem viu o verdadeiro show das poderosas. Com uma exibição mais do que convincente, o Preve/Concilig/Semel bateu o ADC/Osasco por 3 sets a 0, parciais 25/19, 25/17 e 25/21, e coroou a brilhante temporada de 2013 como campeão do Campeonato Paulista de Vôlei Feminino da Primeira Divisão. Além do título, a equipe bauruense ainda garantiu o acesso para a Divisão Especial do Estadual de 2014.

 

Éder Azevedo

Secretário de esportes Roger Barude entrega taça da Divisão de Acesso às campeãs

Com um bom público na Panela, Bauru veio à quadra para o jogo decisivo com Luciana, Natasha, Helen, Elen Helô, Alana e a líbero Mariana. O início foi bastante equilibrado com as equipes se alternando no placar. Ninguém conseguia abrir qualquer vantagem até o décimo ponto.


Porém, com uma bela atuação de Helô pela diagonal, o time bauruense desestabilizou as adversárias e, bem postado no contra-ataque, conseguiu abrir cinco de vantagem.


Após o tempo técnico em 16 a 11, o Osasco esboçou reação, mas as meninas do Preve/Concilig estavam dispostas a não passar sufoco. Com forte bloqueio e boas jogadas na entrada de rede, conseguiram administrar bem a vantagem, fechando em 25 a 19.


O segundo set foi praticamente um repeteco do anterior. A disputa começou bastante parelha, contudo, ao chegar no décimo ponto, Bauru deslanchou.


Com a rede alta e a recepção quase perfeita, as donas da casa foram muito eficazes mais uma vez no contra-ataque e mandaram no jogo. O Preve/Concilig fechou por 25 a 17.


Se o começo dos dois primeiros sets foi equilibrado, o primeiro ponto do terceiro set já mostrava o que estava por vir. O bloqueio duplo funcionou e cravou a bola na quadra adversária. As bauruenses abriram 3 a 0 e o Osasco pediu tempo para arrumar a casa. Porém, só tentou.


O Preve/Concilig não diminuiu o ritmo e queria fechar o jogo de qualquer forma. No intervalo, o técnico Airton Nascimento pediu para o time não relaxar mesmo com a vantagem e suas comandadas ouviram bem. Prova foi o espetacular rali quando o jogo estava 8 a 3, que terminou com um toque de rede do Osasco.


A cada ponto que marcava, o time de Bauru vibrava muito e jogava a pressão nas costas das visitantes. Mais pressão e mais erros da equipe da Grande São Paulo.


A exibição estava tão convincente que, quando o jogo estava 11 a 6, a torcida começou a gritar o famoso “é campeão”.


Bastante guerreiro, o Osasco não desistia e aproveitou a ansiedade das bauruenses para diminuir a vantagem para apenas dois pontos. Airton Nascimento pediu tempo e recolocou as meninas nos trilhos. Com um bloqueio duplo de Helô e Helen, a equipe mostrou que não iria adiar o título.


E não adiou. Um erro do Osasco fechou o jogo. Luciana sacou na rede e decretou o fim do último set em 25 a 21. Como já havia vencido a primeira partida na última quarta-feira por 3 sets a 2 na Grande São Paulo,  o Preve/Concilig fechou a série final melhor de três sagrando-se campeão da competição. O troféu ainda garantiu Bauru na elite do voleibol paulista após 13 anos.

 

‘Fizemos o melhor jogo da temporada’

Uma exibição que mostra o potencial do time. Em meio à alegria de campeão, foi esse o discurso da comissão técnica e das jogadoras após a vitória por 3 a 0 na noite de ontem. “Fizemos o melhor jogo da temporada”, resume o técnico Airton Nascimento, que dedicou o título ao “Homem lá de cima” e à sua família.


E olha que a temporada foi muito boa. Foram apenas três derrotas em todo o Paulista, o título dos Jogos Regionais e o terceiro lugar na Divisão Especial dos Jogos Abertos. “Espero que o bauruense aceite o vôlei como um dos esportes representantes da cidade. Estamos caminhando para isso”.


Fundamental na conquista, Luciana disse que fica em 2014 e comemorou o título. “Hoje (ontem) foi um dia perfeito. Foi uma temporada difícil, mas o sofrimento valeu a pena”.


A vitória de ontem teve um gostinho a mais. No ano passado, foi exatamente o Osasco que levou o troféu da competição, deixando Bauru com o vice-campeonato. “Este ano foi diferente. Entramos muito focadas e não deixamos passar. Marcamos muito forte e deu tudo certo”, disse a líbero Mariana.