Bauru e grande região

Esportes

Tênis de mesa: 'Donos das Américas'

Com ótimo desempenho, mesatenistas da Nova Era conquistam pódios no Parapan e garantem vaga no Mundial

25/12/2017 - 07h00

Fotos: Divulgação
Técnico Ricardo Rieff, Paulo Salmin, Cláudio Massad e Cátia Oliveira celebram com a bandeira do Brasil, na Costa Rica
Cátia Oliveira em ação durante a competição, em San Jose, na Costa Rica
Claudio Massad no alto do pódio da classe 10 no Parapan
Salmin conquistou o tricampeonato das Américas

Os mesatenistas paralímpicos da Associação Nova Era de Tênis de Mesa de Bauru e de Seleção Brasileira Claudio Massad, Cátia Oliveira e Paulo Salmin "conquistaram" as Américas no Campeonato Parapan-Americano, que ocorreu na cidade de San Jose, na Costa Rica, de 29 de novembro a 4 deste mês. Massad foi medalha de ouro no individual e por equipes na Classe 10. Paulo Salmin conquistou ouro no individual e a prata por equipes na Classe 7. Cátia Oliveira foi prata no individual na junção das Classes 1/2/3.

Massad (Multidrive, Bolsa Atleta, Programa em Apoio ao Atleta da Fenabb, Butterfly Brasil, 360TT, Academia Saúde & Cia e Clínica Omnia) avalia os pódios como fantásticos para Bauru e para o Brasil. "Esses resultados são fruto do nosso amor e de nossa dedicação durante os treinamentos diários, seis vezes por semana. Graças a Deus e a muito suor, conquistamos esses resultados expressivos para a nossa cidade e para o nosso País", celebra. "Estou muito feliz mesmo, esse é o título mais importante da minha carreira, e dedico esta conquista a minha mãe Claudete Massad, a minha Tia Betina Massad e a minha esposa Edilaine Ribeiro" declara.

Segundo o agora tricampeão parapan-americano Paulo Salmin (Time São Paulo, Bolsa Pódio e CBTM), a parte mental foi determinante para o sucesso no torneio. "A gente treina muito a parte técnica e tática, mas com certeza o aspecto mental foi determinante nessa conquista, pois tive uma situação muito adversa na semifinal contra meu compatriota Gustavo Laskosky e, graças ao trabalho mental que realizo com a Seleção Brasileira, consegui reverter o jogo, ir para final e ser campeão", comemora.

Cátia Oliveira (Bolsa Pódio e Time São Paulo) enfatizou o trabalho diário para a conquista da medalha de prata. "Trabalhei duro o ano todo com meus técnicos Adilson Toledo e Ricardo Rieff e esse resultado foi muito importante para mim. Lógico que eu queria conquistar a medalha de ouro, mas estou feliz e vou me dedicar mais para conquistar resultados ainda mais expressivos", observa.

Com esses resultados, os três bauruenses obtiveram vagas para a disputa do Campeonato Mundial, que ocorre em outubro do ano que vem na Eslovênia. Segundo o técnico Ricardo Rieff, que acompanhou os atletas no Parapan-Americano, os atletas cumpriram as metas. "Estamos muito contentes com o desempenho do Claudio, do Salmin e da Cátia, que alcançaram suas metas. Agora, nesse próximo ano, trabalharemos muito mais duro para quem sabe conseguirmos conquistar medalhas inéditas nas categorias dos três atletas para o Brasil no Campeonato Mundial da Eslovênia", projeta.

Segundo Massad, que além de atleta é o coordenador da modalidade, essa viagem só foi possível graças a Prefeitura de Bauru, que arcou com parte dos custos da passagem da atleta Cátia Oliveira e do técnico Ricardo Rieff. Massad e Salmin tiveram seus gastos arcados pela Confederação Brasileira de Tênis de Mesa.

Além do patrocínio da Caixa Econômica Federal, que apoia o projeto "Primeiro Saque", a Concessionária Auto Raposo Tavares - CART, o Terceiro Tabelião de Notas e Protestos, a Unimed/Bauru, a Sistel Engenharia, a Ford Simão, o Prevê Objetivo, o Colégio GBI, o Primeiro Tabelião de Notas e Protestos, o Segundo Cartório Civil, patrocinam a equipe através do repasse do ISSQN (Imposto Sobre Serviço de Qualquer Natureza) em razão da Lei de Incentivo ao Esporte Amador de Bauru. A Nova Era é apoiada também pela Semel, Colégio Rembrandt COC, Colégio Coolidge, Academia Saúde & Cia e Clínica Omnia.

Jogos Abertos

A Associação Nova Era Tênis de Mesa conquistou o título por equipes e no geral no feminino sub-21 da primeira divisão e bronze por equipes e no geral no masculino livre da primeira divisão nos Jogos Abertos do Interior, realizados no ABC Paulista, no mês passado.

O destaque ficou para Lívia Lima, que ganhou três ouros e, apesar dos 15 anos de idade, joga como uma atleta adulta. Lívia conquistou ouro no individual numa final caseira contra a bauruense Luana Katsumata. Nas duplas, as duas em parceria garantiram a medalha dourada também. E nas disputas por equipes, as duas atletas, acompanhadas de Julia Sousa e Victória Madeira, faturaram o ouro, a mesma medalha conquistada na disputa geral.

Já a equipe masculina conquistou os seguintes resultados: Claudio Massad e Adilson Toledo ficaram em quarto lugar nas duplas. No individual, Adilson foi quarto lugar e Rafael Rocha ficou em sétimo. Em equipes, os três atletas citados tiveram a companhia de Khristopher Keiske Ogasawara, Ricardo Rieff e Erik Sawada e conquistaram o bronze, a mesma colocação obtida no geral.

Mundial juvenil 

A mesatenista da Associação Nova Era de Bauru Lívia Lima ficou em 11º lugar por equipes, ao lado das outras atletas da Seleção Brasileira, Aléxia Nakashima e Bruna Takahashi, no Campeonato Mundial Juvenil (16 a 18 anos), que ocorreu na Itália, de 26 de novembro a 3 deste mês. No individual, a mesatenista ficou entre as 64 melhores do mundo. Nas duplas, ao lado de Bruna, perdeu nos 32 avos de final, a mesma colocação alcançada nas duplas mistas em parceria com Carlos Ishida.

Adilson Toledo, presidente da Associação Nova Era, acredita que Lívia tem condições de evoluir e disputar os próximos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020 e Paris-2024. "A Lívia é muito talentosa e esforçada, tem atributos de um atleta de alto nível profissional. Se ela continuar trabalhando duro, tem muitas chances de lutar por uma vaga para representar o Brasil nos próximos dois Jogos Olímpicos", projeta.