Bauru e grande região

Esportes

Malu faz história com maior título do hipismo bauruense

09/11/2018 - 07h00

Divulgação
Bauruense ergue troféu no alto do pódio, que foi todo brasileiro

A bauruense Maria Luiza da Silva Martha Vieira, a Malu, conquistou o título mais importante do hipismo bauruense no Campeonato Sul-americano da Juventude 2018, realizado na semana passada, no Club Deportivo Universidade Católica, em Santiago, no Chile. Montando Arica du Caillou, a amazona foi campeã individual e por equipes na categoria pré-júnior (14 a 16 anos), com obstáculos de 1,30m. As conquistas lhe renderam o primeiro título individual sul-americano e o tricampeonato por equipes.

No sábado passado, na grande final individual, Maria Luiza dominou um pódio todo brasileiro. Sagrou-se campeã, fechando o campeonato com somente 1,84 pontos perdidos, trazidos da quinta colocação da primeira parcial, e zerou os demais quatro percursos, ou seja, fechou o campeonato sem faltas nos obstáculos. A conquista pode ser considerada a maior do hipismo bauruense.

A performance ainda valeu a Malu ser considerada por júri composto por juízes de diferentes nacionalidades o melhor "Ginete Internacional do Torneio" em sua categoria. Completaram o pódio os brasileiros Philip Greenlees (Premiere Avignon Z), com a prata, e Lys Katherine Park Kang (Macarena Tok), bronze.

Maria Luiza apresenta clara evolução na modalidade e seus resultados comprovam. No Sul-Americano 2017 disputado na Argentina, a ginete, que representa o Santa Rosa Centro Hípico, foi vice-campeã mirim e, em 2016, bronze no pré-mirim no Sul-Americano em São Paulo, na Hípica Paulista.

"A Malu vinha perseguindo esse resultado já há alguns anos no individual, já que por equipes, com esse resultado, sagrou-se tricampeã. E acabava sempre batendo na trave. Neste ano, graças a Deus, conseguiu esses resultados maravilhosos", celebra José da Silva Martha Neto, avô da amazona, proprietário do Santa Rosa e vice-presidente da Federação Paulista de Hipismo.

TRI POR EQUIPES

Divulgação
Montando Arica du Caillou, Malu supera obstáculo para garantir 1º lugar no Chile

Na competição por equipes, o conjunto Malu/Arica du Caillou foi campeão integrando o Time Brasil Verde pré-júnior, que contou ainda com João Pedro de Almeida Chaves/Calanthus JMen, Lys Katherine Park Kang/Macarena Tok, Carolina de Souza Chade/Flying High das Umburanas e Leandro José Abrahão Duarte Alecrim/Feyah Rinconada. Os ginetes ganharam o ouro com 5,51 pontos perdidos. Na categoria, o Chile ficou com a prata e o Brasil Amarelo, com o bronze. Maria Luiza garante o tricampeonato sul-americano por equipes. Antes, já havia sido ouro na categoria pré-mirim, em 2015, e mirim, em 2017.

O Sul-americano da Juventude 2018 contou com participação em pista de 132 conjuntos de nove países (Argentina, Brasil, Chile, Peru, Bolívia, Equador, Costa Rica, Venezuela e Uruguai), distribuídos nas categorias pré-mirim (12 a 14 anos) - 1,10m; mirim (12 a 14 anos) - 1,20 metro; pré-júnior (14 a 16 anos) - 1,30m; júnior (14 a 18 anos) e young riders (16 a 21 anos) - 1,45 metro.