Bauru e grande região

Esportes

Hernanes tem lesão muscular grave e vira desfalque no São Paulo

Jogador deve voltar cerca de um mês

por JCNET

13/08/2019 - 06h00

Newton Menezes/Futura Press/AE

Recuperação de Hernanes deve demorar cerca de um mês

O meia Hernanes virou desfalque para o técnico Cuca no São Paulo. Ele sofreu uma lesão considerada grave no músculo adutor da coxa direita durante o clássico contra o Santos, no sábado (10). O departamento médico do clube não divulgou prazo de recuperação, mas Hernanes deve demorar cerca de um mês para voltar a ficar à disposição do treinador.

Hernanes realizou exames nesta segunda-feira (12) que confirmaram a gravidade da lesão. Ele entrou no intervalo do clássico e ficou apenas 15 minutos em campo até ser substituído por Hudson. Ainda assim, foi importante para o triunfo de virada por 3 a 2.

O próximo jogo do São Paulo será no domingo (18), contra o Ceará, no Morumbi, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro. Hernanes é desfalque certo para o confronto, mas o técnico Cuca deverá ter as voltas do volante Liziero e do atacante Antony. Além disso, Daniel Alves e Juanfran devem ser regularizados e podem estrear pelo clube.

Liziero e Antony foram desfalques no clássico contra o Santos. O volante se recupera de lesão no tornozelo direito sofrida em maio e trabalhou normalmente no treino desta segunda-feira (12). O atacante também participou da atividade após recuperar-se de inflamação no joelho esquerdo.

Além de Hernanes, o departamento médico do São Paulo conta com Pablo (lesão no tornozelo direito) e Rojas (operação no joelho direito). Nesta segunda-feira (12), o equatoriano deu sequência aos trabalhos de transição física em campo. A dupla ainda não tem prazo para voltar a jogar.

REFORÇOS

O treinamento realizado à tarde no CT da Barra Funda contou com ritmo forte imprimido, principalmente, por Daniel Alves e Juanfran, que chamaram a atenção pelo vigor com o qual atuaram nas disputas de bola.

O primeiro treinamento da semana aconteceu em campo reduzido. Enquanto os titulares na vitória sobre o Santos permaneceram nas dependências internas do CT da Barra Funda, o restante do grupo, após aquecimento, foi dividido em dois times que tinham a missão de manter a posse de bola. Cada jogador podia dar dois toques na bola. Já os goleiros trabalharam inicialmente em um campo anexo.

Daniel Alves e Juanfran chamaram a atenção por conta da intensidade imprimida no gramado. Ambos chegaram a fazer faltas ao atingir seus companheiros mesmo se tratando de um treino que dá início à semana, atitude aprovada pelo técnico Cuca, que posteriormente comandou uma atividade de fundamentos, exigindo boas finalizações de seus atletas.

 

Adaptação

Juanfran já se prepara para fazer sua estreia no São Paulo. No entanto, para isso, terá de se adaptar à uma nova proposta de jogo. As diferenças entre os estilos de jogo de Atlético de Madrid e São Paulo são muitas. “Todos esses anos no Atlético de Madrid havia um time muito forte, que levava muitos anos juntos. Godín e Miranda jogaram três, quatro anos, Filipe Luís, eu, depois Savic, Giménez, Koke no meio-campo. Diego tem uma forma de trabalhar que prefere estar todos juntos como equipe e sair em contra-ataque. Agora é diferente”, analisou Juanfran. “O São Paulo não é uma equipe de contra-ataque, é mais de buscar o rival lá em cima, de ir para cima. Vou me adaptar rápido, porque também tenho muita qualidade e não vou ter problema para me adaptar. São Paulo é um time de Libertadores, um time importante, as pessoas querem vir ao estádio ver o São Paulo jogar a Libertadores. Tomara que possamos ser uma equipe de Libertadores, que todos se ajudem”, concluiu.

Ler matéria completa