Bauru e grande região

Celso Sacomandi

Pouco carismático

por Celso Sacomandi

04/09/2019 - 06h00

Quando perdia para o suíço Stan Wawrinka por 6/4 7/5 e 2/1, nas de oitavas de final do US Open, no último domingo, o sérvio Novak Djokovic, alegando dores no ombro, não continuou o jogo. Por isso, foi vaiado pelo público. Na final de Wimbledon-2019, contra o suíço Roger Federer, Djokovic o estádio todo torceu contra ele. Diz sempre que seu sonho é ganhar mais Grand Slams que Federer. Djokovic pode ganhar 30 Grand Slams que nunca vai ter o respeito e o carisma de Federer ou Nadal. Tenta passar uma imagem de simpático, mas não convence. Federer tem 38 anos 20 títulos de Grand Slam. Djokovic, 32 anos, 16 Grand Slams.

DICA-1

As cordas das raquetes são de espessuras que vão de (1,1 mm), as mais finas, até (1,4mm), as mais grossas. Jogadores que buscam durabilidade devem optar por cordas mais grossas. Aqueles que querem mais elasticidade e potência nos golpes, pelas mais finas. A tensão das cordas também influencia o jogo: quanto maior a tensão, menos velocidade se consegue imprimir à bola. Quanto menor a tensão, mais velocidade à bola. Assim, mais tensão, menos potência, porém, mais controle. Menos tensão, mais potência e menos controle nos golpes.

DICA-2

Não olhar na bola pode ser o responsável por seus erros. Não olhe onde o adversário está indo, olhe só para a bola. Ele, normalmente estará voltando ao centro da quadra.

CURIOSIDADE-1

Ao vencer ao croata Marin Cilic, no US Open, na última segunda-feira, o espanhol Rafael Nadal passou para as quartas de final. É a 40ª vez que Nadal chega até quartas de final em Grand Slam. Mais que isso apenas, Roger Federer com 56 vezes, Novak Djkovic, 45 e o americano, já aposentado, Jimmy Connors, 40.

CURIOSIDADE-2

Também no US Open, em jogo feminino de segunda rodada entre a romena Simona Halep (27 anos, 4 do mundo), contra a americana Taylor Townsend (23 anos, 116 do mundo), e vencido pela americana, uma curiosidade: no total, disputaram 198 pontos. A americana foi à rede em 106 desses pontos. Seu estilo de jogo, de saque e rede, às vezes indo à rede também no saque da romena, deixou Halep totalmente perdida, já que é algo muito raro no tênis de hoje.

Ler matéria completa