Bauru e grande região

Esportes

COMPLEXO OLÍMPICO

por JCNET

09/10/2019 - 06h00

Nessa semana vídeos foram postados sobre a situação das quadras de tênis do Complexo Olímpico, construído para as Olimpíadas do Rio de Janeiro, em 2016. O que poderia estar sendo utilizado para um Centro Nacional de Treinamento de Tênis, está praticamente todo deteriorado. Algumas quadras viraram campinhos de futebol, outras, conforme os vídeos, irreconhecíveis, depois que foram utilizadas por caminhões como carga e descarga no Rock in Rio-2019, encerrado no último domingo.

DICA-1

Uma boa maneira de se preparar mentalmente para um jogo importante é: momentos antes de seu início, de forma imaginária, dispute o jogo. Assim poderá prever várias situações que poderão acontecer e como irá enfrentá-las.

DICA-2

No jogo de duplas, primeiro saque e devolução de saque, devem ser sempre na quadra. Se seu parceiro é melhor que você, deixe-o jogar na esquerda, pois lá que são jogados os pontos mais importantes do game. Converse com seu parceiro sobre jogadas que podem ser feitas. Nunca tente ensiná-lo sobre como fazer as jogadas. Isso só vai irritá-lo de fazer com que perca a confiança.

CURIOSIDADE

Em 1981, em um torneio disputado em Genebra, na Suíça, o sueco Bjorn Borg, na época primeiro do mundo, considerado um dos maiores tenistas da história, tinha como adversário na primeira rodada um jovem tenista sul-americano, que acabara de completar 19 anos. Na manhã do jogo, quando Borg se dirigia a uma quadra para treinamento, foi parado por um jovem, magro, alto, muito simpático, que se dizia seu fã número 1, que lhe pediu um autógrafo na capa de uma de suas raquetes. Naquele tempo, não havia raqueteira para transportar as raquetes, apenas capas que protegiam a cabeça da raquete. Durante a tarde desse mesmo dia, Borg entrou na quadra para seu primeiro jogo e mesmo sendo considerado um tenista muito frio, fez cara de surpreso. Afinal, seu adversário era aquele jovem que pela manhã lhe havia pedido um autógrafo. O jovem tenista é o peruano Pablo Arraya, na época um dos mais talentosos tenistas do mundo. Em 1984, chegou à posição de número 29 do mundo, seu melhor ranking na carreira. Borg venceu o jogo por, 6/2 e 6/2.

Ler matéria completa