Bauru e grande região

Esportes

Corinthians enfrenta Athletico para tentar mostrar força

Timão terá que superar a ausência do meia-atacante Pedrinho

10/10/2019 - 05h23

Luis Moura/WPP/AE

Vagner Love vai atuar aberto pela direita do setor ofensivo corintiano, como segundo atacante

O Corinthians enfrenta o Athletico nesta quinta-feira (10), às 19h15, na Arena Corinthians, pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro, e terá que superar a ausência do meia-atacante Pedrinho, convocado para a seleção olímpica. Com o jogador, o time tem desempenho para estar no G4 da competição. Sem ele, o retrospecto é de equipe que briga contra rebaixamento. O time busca mostrar autonomia sem seu principal jogador.

Pedrinho esteve em campo em 50 das 63 partidas na atual temporada. Com ele, o time somou 60% dos pontos. No entanto, o jogador tem sido regularmente requisitado para a seleção sub-23, isso sem contar suspensões e eventuais problemas físicos. Nos 13 jogos que ficou de fora, a equipe de Carille conseguiu só 38% dos pontos.

"A falta dele é dura, uma baixa importante, o mais 'desequilibrante' que temos, esperamos que quem entre vá bem para não sentirmos tanto a baixa. Não é fácil de substituir", comentou o argentino Boselli, que deverá ser o substituto.

Pedrinho é a principal referência para o setor ofensivo na atual temporada. Ele costuma atuar aberto pela direita e é por ali que saem as principais jogadas de gol da equipe. Sem ele, Carille deverá deslocar Vagner Love para o setor e colocar o argentino de centroavante.

Love e Boselli começarão um jogo oficial juntos pela nona vez na temporada. Até agora, nas oito partidas anteriores, foram três vitórias, dois empates e três derrotas. Além dos jogos oficiais, eles atuaram em dois amistosos no meio da temporada. O Corinthians venceu o Vila Nova por 2 a 1 no primeiro e depois perdeu pelo mesmo placar para o Londrina.

O ataque ainda deve contar com a presença de Clayson, que vive péssimo momento. O próprio técnico Fábio Carille admite isso. No entanto, o jogador segue entre os titulares da equipe. A insistência pelo atacante acontece, especialmente, porque o reserva imediato, Everaldo, se recupera de uma cirurgia realizada no púbis e dificilmente entrará em campo ainda nesta temporada. Outro jogador que pode atuar no setor, o jovem Janderson, de 20 anos, tem ficado de fora, segundo o treinador, por causa da inexperiência.

ATHLETICO

Mesmo já classificado para a Libertadores em razão do título da Copa do Brasil, o Athletico quer a melhor colocação possível dentro do Brasileirão. E já demonstrou isso com uma série de quatro jogos sem derrota nas últimas rodadas. Também está em jogo um jejum de dez anos sem vencer o Corinthians jogando como visitante. A última vez que os atleticanos venceram o time paulista em território adversário foi 2009, por 3 a 1, no Pacaembu, pelo Campeonato Brasileiro. O tabu, no entanto, não é suficiente para abalar o clima tranquilo do elenco paranaense.

O técnico Tiago Nunes tem muitas baixas para o duelo. Dois desfalques foram causados pelas convocações da Seleção Brasileira, com o goleiro Santos servindo a equipe principal e Bruno Guimarães no time olímpico. Já o lateral Adriano está suspenso, enquanto o meia Nikão, o lateral Jonathan e os zagueiros Pedro Henrique e Bambu estão no departamento médico. O atacante Marco Ruben, na Argentina desde a morte de seu pai, continua de fora.

 

Ler matéria completa