Bauru e grande região

Esportes

Dérbi acirrado

Palmeiras e Corinthians se encontram clássico decisivo para se manterem 'vivos'

09/11/2019 - 06h00

Cesar Greco/Fotoarena/AE

Clássico opõe experiente Mano Menezes e novato Dyego Coelho no comando dos dois arquirrivais no Pacaembu

Palmeiras e Corinthians se enfrentam no Pacaembu, a partir das 19h deste sábado (9), para se manterem "vivos" no Campeonato Brasileiro. O time de Mano Menezes precisa da vitória para seguir na difícil perseguição ao Flamengo - a diferença para o líder é de oito pontos. O Corinthians também não pode desperdiçar pontos, pois briga por uma vaga na Libertadores. Hoje, a equipe está em sexto lugar, no limite dos times que avançam ao torneio continental. Esse caráter decisivo do clássico, no qual os dois rivais jogam suas esperanças no torneio, deve inspirar a busca pelo ataque dos dois lados.

O Palmeiras se preparou para o clássico desde o início da semana. O técnico Mano Menezes poupou alguns titulares da partida contra o Vasco para dar prioridade ao dérbi. Weverton, Gustavo Scarpa e Diogo Barbosa devem voltar ao time. O clube procura vencer o rival pela primeira vez na temporada, após uma derrota pelo Campeonato Paulista e um empate pelo Brasileirão.

A única dúvida é no ataque. Luiz Adriano ficou quatro semanas fora com problema na coxa direita, voltou ao time na quarta-feira (6), mas sentiu novamente o problema. Ainda assim, o jogador passou por tratamento intensivo nos últimos dias e deve jogar.

Na atividade comandada por Mano Menezes nesta sexta-feira (8), Luiz Adriano não foi a campo com o restante do grupo, mas fez trabalhos de força na parte interna da Academia de Futebol. Deyverson é a opção para o setor.

O Corinthians mudou seu comportamento depois da saída do técnico Fábio Carille. O interino Dyego Coelho conseguiu um time mais vibrante e agressivo na vitória diante do Fortaleza. O desafio é manter esse ímpeto no clássico. Após dois gols, Boselli ganhou força no elenco e deverá ser mantido como titular. O esquema com o meio-campo povoado e maior liberdade para Pedrinho deverá ser mantido. Fagner tem chances reduzidas de entrar por causa da recuperação de uma lesão na coxa direita.

Na última vez que os dois times se enfrentam jogar no Pacaembu, em abril de 2016, um confrontos entre torcedores matou o autônomo José Sinval Batista de Carvalho. Ele foi atingido por um disparo no bairro de São Miguel Paulista. O crime nunca foi solucionado. Os incidentes levaram a Secretaria de Segurança Pública a decretar a adoção de torcida única no Estado, medida em vigor até hoje.

Ler matéria completa