Bauru e grande região

 
Esportes

As expressões da bola

Bauruense Carlos Thiengo é autor do glossário do futebol divulgado pela CBF

por Thiago Navarro

05/07/2020 - 05h00

Eder Azevedo/JC Imagem

Carlos Thiengo afirma que trabalho busca democratizar terminologia futebolística

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) publicou a nova edição do "Glossário do Futebol Brasileiro", produzido pelo bauruense Carlos Rogério Thiengo. Formado em Educação Física pela Unesp, Thiengo é mestre em Ciências da Motricidade pela Unesp e doutor em Educação Física pela Unicamp, além de criador da proposta pedagógica Ginga para o ensino do esporte.

O glossário foi publicado pela CBF Academy, que é a área da entidade voltada aos estudos do futebol. Com 66 páginas e linguagem visual leve, o material traz a definição de conceitos relacionados à parte técnica, tática e de ensino e treinamento. O professor Maurício Marques é o organizador do trabalho elaborado por Thiengo, que está disponível gratuitamente no site da CBF, em versão digital.

TÉCNICA E TÁTICA

O primeiro capítulo do glossário é dedicado à dimensão técnica do futebol, mostrando como se desenvolvem os fundamentos com a posse de bola, em as ações ofensivas, como a condução, chute, drible, passe, cabeceio, recepção, finalização, e nas ações defensivas, como defesa e rebatida. Depois, o trabalho passa para a técnica sem a posse de bola, como cobertura, marcação, carrinho, tomada de bola.

Em seguida, a obra passa para a dimensão tática, explorando conceitos da fase defensiva, ofensiva e bola parada, além de referências especiais no campo, passando ainda por esquemas e sistemas táticos.

O glossário também tem definições sobre as posições, métodos de ataque e defesa, além de expressões usadas pelos treinadores e jogadores. Por fim, são abordados termos relacionados a ensino e treinamento, com métodos de trabalho.

"A proposta nossa é democratizar o conteúdo, os termos usados no futebol. O material está disponibilizado de forma totalmente gratuita no site da CBF, indo dos aspectos técnicos e táticos, até o ensino e treinamento", destaca Carlos Thiengo. Ele afirma que uma versão impressa do material deve ser produzida futuramente pela entidade.

Ler matéria completa