Bauru e grande região

 
Esportes

Noroeste: salários atrasados são pagos e elenco deve retornar

Montante arrecadado com feijoada, organizado por torcedores, e a venda de eucaliptos paga salário de maio de funcionários; Clube já contatou atletas

06/08/2020 - 05h00

Voz Noroestina/Divulgação

O torcedor e um dos organizadores da Feijuca do Norusca, Vitor Agrella, acertando, junto com o clube, o salário de um dos funcionários, o roupeiro Neno Silva

O Noroeste pagou, nesta quarta-feira (5), o salário de 13 funcionários, referente ao mês de maio. Para quitar os débitos, foram utilizados R$ 14.700,00, sendo R$ 9.100,00 oriundos da feijoada realizada pela torcida, no sábado (1), e R$ 5.600,00 da venda de madeira de parte eucaliptos do estádio, que estavam condenados e precisavam ser cortados. O Norusca segue no planejamento para o retorno da Série A3 do Campeonato Paulista. A diretoria negocia com investidores e com jogadores para retomar os treinos, autorizados a partir do dia 17 deste mês. Os testes de Covid-19 dos atletas serão agendados com equipes do Hospital Albert Einstein a partir do próximo dia 10 e o reinício da competição deve ocorrer no dia 20 de setembro.

A direção do clube entrou em contato com todos os atletas que estavam no elenco que disputava a Série A3 deste ano, até a paralisação devido a pandemia. Praticamente todo o time deve ser recomposto, exceto pelo atacante e artilheiro com 6 gols Fabrício Daniel, que já treina e se prepara para a estreia da Série B do Brasileiro pelo Cuiabá, o lateral-esquerdo Renan, que acertou contrato e já veste a camisa do Atlético de Cajazeiras e o atacante Éverton, contratado pelo Gama de Brasília.

O Noroeste busca peças de reposição, sobretudo um atacante, que atue tanto centralizado quanto pelas beiradas do campo.

CAMPANHA A3 2020

Em 11 jogos até a paralisação da Série A3, o Noroeste é líder isolado e somou 26 pontos, seis a mais que o vice-líder EC São Bernardo. O Alvirrubro teve oito vitórias, dois empates e um único revés. É a equipe com o melhor ataque, com 19 gols, e também com a melhor defesa, com cinco sofridos. O Norusca também foi líder de público, com média de 3.479 por jogo, tendo registrado o recorde da A3 de 2020 no confronto contra o MAC, com 5.847 pessoas. No topo da artilharia estão Fabrício, ex-Noroeste, e Gabriel Barcos, do Rio Preto, ambos com 6 gols.

Restando quatro jogos na fase de classificação, o Norusca depende de 4 pontos para entrar no mata-mata com a primeira colocação.

Ler matéria completa