Bauru e grande região

 
Esportes

Leandrinho se aposenta e integra comissão do Warriors

15/09/2020 - 05h00

Leandrinho Barbosa anunciou nesta segunda-feira (14) o fim de sua carreira como jogador de basquete. O agora ex-atleta de 37 anos continuará ligado ao esporte e passará a integrar a comissão técnica de Steve Kerr no Golden State Warriors, time da NBA que o brasileiro defendeu nas temporadas 2014/15 e 2015/16. A nova função será a de "player mentor coach", o que significa que ele vai trabalhar no desenvolvimento individual dos jogadores. 

"Saí da periferia para fazer 850 jogos na maior liga de basquete do planeta e mais de cem jogos defendendo o meu país. Quatro Copas do Mundo, dois Jogos Olímpicos, tenho um anel de campeão da NBA, fui o primeiro brasileiro a receber um prêmio individual na NBA, fui campeão brasileiro... Caramba! Não tem como não me orgulhar", escreveu Leandrinho.

"Estou pronto para um novo começo, uma nova caminhada, de novo com a bola laranja nas mãos. A transição será rápida, como sempre foi. É uma enorme alegria anunciar meu retorno ao Golden State Warriors. Tenho certeza de que me sentirei em casa. Agradeço pelo convite e pela confiança no trabalho que posso desempenhar", acrescentou.

Em duas temporadas com o Warriors, Leandrinho teve médias de 6,7 pontos, 1,6 rebotes e 1,4 assistências em 15,4 minutos em 134 jogos regulares, além de outros 44 compromissos de playoffs. Após defender o Tilibra/Copimax de 2001 a 2003, sendo campeão nacional em 2002, Leandrinho foi originalmente selecionado pelo San Antonio Spurs como 28ª escolha no Draft, fez 14 temporadas na NBA, com médias de 10,6 pontos, 2,0 rebotes e 2,1 assistências em 850 jogos com o Phoenix Suns, Toronto Raptors, Indiana Pacers, Boston Celtics e Warriors.

Na temporada 2006/07, ganhou o prêmio individual de Melhor Sexto Homem da NBA quando defendia os Suns de Steve Nash e Cia., onde também alcançou seu auge individual da carreira na liga com médias de 18,1 pontos e quatro assistências em 32,7 minutos por 80 jogos, 18 destes como titular. De volta ao Brasil em 2017, assinou com Franca e, posteriormente, com o Minas, onde ficou até se aposentar.

"O Leandro foi uma brisa de ar fresco quando jogou pelo Warriors e nos ajudou a ganhar um campeonato. Era um favorito da torcida e também um favorito no vestiário. Tem um grande senso de humor, um grande sorriso, uma grande energia", afirmou o técnico do Golden State.

Ler matéria completa