Bauru e grande região

 
Esportes

Palmeiras encara altitude para encaminhar vaga

Equipe pode ficar bem perto da classificação, caso supere as dificuldades com o ar rarefeito

16/09/2020 - 05h00

Reprodução

Palmeiras

Seis meses depois do último compromisso pela Libertadores, o Palmeiras tem nesta quarta-feira (16), a partir das 21h30, a chance de encaminhar a vaga para as oitavas de final e de mostrar força em um dos ambientes mais temidos dos clubes brasileiros. A equipe pode ficar bem perto da classificação caso supere as dificuldades com o ar rarefeito e derrote o Bolívar, em La Paz, a 3,6 mil metros de altitude.

Com duas vitórias em dois jogos, o Palmeiras lidera o grupo. Um novo resultado positivo faria o time fechar o primeiro turno com 100% de aproveitamento e ficar muito perto da vaga na próxima fase. Fora isso, dos três jogos restantes, dois serão no Allianz Parque. 

Para se preparar para a partida, o Palmeiras fez um planejamento bem diferente em relação ao realizado por times e até pela Seleção Brasileira quando se trata de jogar na Bolívia. É comum as delegações usarem como base para esses compromissos a cidade de Santa Cruz de la Sierra, localizada somente a 400 metros de altitude.

De lá, as equipes só viajam para La Paz horas antes da partida, com o intuito de minimizar os efeitos no elenco. O Palmeiras fez diferente. O clube viajou de São Paulo para a capital boliviana na noite de domingo (13). Em vez de adiar o desembarque em La Paz para os jogadores não sentirem os efeitos durante a partida, a proposta foi de tentar fazer o elenco se acostumar ao ar rarefeito antes mesmo do jogo. 

O Palmeiras terá três desfalques. Patrick de Paula e Luiz Adriano, com desgaste elevado, e Lucas Lima, com um trauma no pé esquerdo, estão fora. Assim, Ramires, Raphael Veiga e Willian devem ser escalados como titulares pelo técnico Vanderlei Luxemburgo.

O adversário do Palmeiras não joga desde 14 de março. O Bolívar está em pré-temporada desde o fim de julho, mas sente falta de disputar jogos oficiais. O nome mais conhecido do time é o atacante veterano Juan Carlos Arce, de 35 anos, que teve passagem no futebol brasileiro por Portuguesa e Corinthians. O Bolívar tem uma vitória nesta Libertadores por ter batido o Tigre dentro de casa.

Ler matéria completa