Bauru e grande região

 
Esportes

Não deu

Santos é derrotado pelo Athletico-PR antes de retorno à Libertadores

por FolhaPress

22/11/2020 - 05h00

Reprodução redes sociais

O foco das duas equipes agora é a Copa Libertadores da América

Vivendo grande momento na temporada, o Athletico-PR recebeu o Santos, neste sábado (21), que entrou sem seus titulares, na Arena da Baixada em partida válida pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro e venceu por 1 a 0, gol do zagueiro Thiago Heleno.

O foco das duas equipes agora é na Copa Libertadores da América. Isso porque o Furacão e o Peixe jogarão na próxima terça-feira (24) pelas oitavas de final do torneio continental, contra River Plate e LDU, respectivamente.

Na próxima rodada pelo Brasileirão, o time paranaense encara fora de casa o Palmeiras, outro time na parte de cima da tabela, enquanto o Santos recebe o Sport, novo adversário que briga para fugir do rebaixamento nesse momento.

A partida começou com controle e iniciativa do Athletico, que além de jogar em casa aproveitava a experiência de seus jogadores, diferentemente do seu adversário que entrou sem seus titulares, poupados para o jogo de terça-feira pela Libertadores.

O objetivo da equipe era impor o ritmo e não deixar que o Santos utilizasse os contra-ataques como forma de escape. A estratégia deu certo em um primeiro momento, porém faltava qualidade no último terço do campo devido à forte marcação dos visitantes na entrada da área. Aos 26 minutos os donos da casa chegaram pela primeira e com muita qualidade. Nikão lançou Fabinho nas costas da marcação e o jogador que tinha acabado de entrar achou Renato Kayzer livre na área, porém o atacante perdeu o tempo de bola e não conseguiu empurrar para o fundo das redes do Peixe.

O primeiro tempo se manteve assim até o final e a segunda grande oportunidade do Athletico foi aos nove minutos da etapa final, com Erick. O lateral-direito pegou o rebote da falta cobrada perto da área e só não abriu o placar porque errou na força para encobrir o goleiro John Victor.

No entanto, a terceira vez foi diferente, já que Thiago Heleno se desvencilhou dos defensores do Peixe após cobrança de escanteio para fazer o gol dos donos da casa aos 31 minutos do segundo tempo.

Ler matéria completa