Bauru

Esportes

Na Seleção

Goleiro Pedro Melo, de 15 anos, atualmente no Palmeiras, fez parte do Norusquinha sub-11 que foi semifinalista do Paulista de 2017 e vai defender Brasil

por Bruno Freitas

11/06/2021 - 05h00

Arquivo pessoal

Pedro posa para foto no primeiro dia na Seleção

Ele tem raízes em Espírito Santo do Turvo, cidade onde nasceu e foi criado, e em Bauru, onde disputou seu primeiro campeonato de futebol federado, pelo Noroeste, quando fez parte da campanha inédita do Norusquinha sub-11 que foi semifinalista do Campeonato Paulista de 2017.

Na época, o goleiro Pedro Melo, o mais alto do grupo comandado pelo então técnico Leandro Barboza, o Mumu, contribuiu com a equipe para alcançar o fantástico feito de ser a terceira colocada da competição, atrás apenas de Palmeiras, Santos e Corinthians, deixando o São Paulo na quarta colocação. 

Artualmente no Palmeiras, com 15 anos de idade, 1,89m de altura e podendo passar dos 1,95m, o goleiro Pedro Melo e a família comemoram a primeira convocação dele para a Seleção Brasileira de base. Ele foi um dos três jogadores da posição chamados pelo técnico do sub-15, Dudu Patetuci, para a pré-temporada do Torneio Sul-Americano Conmebol, previsto para ser realizado neste segundo semestre. Os treinos estão sendo realizados na Granja Comary, em Teresópolis (RJ).

Ao JC, o pai Heliton Santos recorda que o primeiro treinador do filho foi Gilson Miranda, do Clube Atlético Santacruzense (CAS), quando ele tinha 8 anos. Depois, Pedro Melo fez parte da formação do Foguinho Sports e integrou o Norusquinha, que envolvia parcerias tanto com o Foguinho quanto com o Craques do Futuro.

Pedro Melo, segundo o pai, passou a fazer parte do monitoramento do Palmeiras antes de participar do Norusquinha de 2017. No Alviverde, foi integrado em 2018 e tem se destacado desde então, como titular. Por lá, tem contrato de formação até 2022, quando poderá ter novo acerto, com contrato profissional, aos 16 anos. 

"Hoje ele tem, além daquele importante quarto lugar com o Norusquinha, seis títulos com o Palmeiras, sendo dois deles no Japão. A família está feliz e emocionada por ele estar conquistando o seu espaço no futebol e buscando a realização dos seus sonhos. Em 2020, foi um período difícil, onde devido à pandemia precisou treinar em casa, comigo, mas superamos essa", recorda o pai orgulhoso.

Ler matéria completa