Bauru

Esportes

'Flerte fatal'

Santos perde de virada para Atlético-MG e segue rondando zona de rebaixamento

14/10/2021 - 05h00

Santos/Twitter

Santos foi ofensivo no Mineirão, abriu placar, mas acabou sucumbindo na segunda etapa em jogo marcado pela atuação do VAR

O Santos segue extremamente ameaçado no Campeonato Brasileiro. Nesta quarta-feira (13), o time da Vila Belmiro saiu na frente do Atlético-MG, no Mineirão, mas sofreu a virada e acabou derrotado por 3 a 1 em duelo da 26ª rodada. Desta forma, estaciona nos 28 pontos e segue flertando com a zona de rebaixamento. Já a equipe mineira deu mais um passo rumo ao título nacional, alcançando os 56 pontos e mantendo 11 à frente do Flamengo.

O começo da partida mostrou um Santos ofensivo, como se estivesse atuando na Vila Belmiro, contrariando as características táticas do técnico Fábio Carille. Já Cuca, pelo lado do Atlético, reclamou da dupla de seus volantes, Allan e Jair, pelo espaço proporcionado para a armação das jogadas do adversário.

Aos dez minutos, Léo Baptistão sentiu uma lesão e foi substituído por Raniel. Na sequência, os atleticanos reclamaram muito do árbitro Paulo Roberto Alves por não marcar um agarrão em Zaracho dentro da área. O primeiro colocado do Brasileirão sentiu a falta de Hulk, poupado, como referência no setor ofensivo. Diego Costa ficou com a função.

O Santos permaneceu no campo de ataque. Aos 16 minutos, Marinho bateu escanteio pela direita e causou enorme confusão dentro da área mineira. O Atlético demorou para agredir o Santos, mas quando o fez, foi com muito perigo. Allan bateu forte de fora da área e obrigou o goleiro João Paulo a fazer boa defesa, aos 27 minutos. 

Aos 38 minutos, mais um lance polêmico. Dylan entrou na área e foi barrado por Wagner Leonardo. O árbitro, mais uma vez, nada marcou, causando muita reclamação da torcida presente no Mineirão. Aos 45, em outro lance dentro da área, Diego Costa levou perigo.

O Atlético-MG voltou do intervalo com Nacho, Sasha e buscou a pressão, mas logo aos três minutos Raniel recebeu na entrada da área e virou bonito para abrir o placar para o Santos. A jogada teve início em um chute infantil de Nathan para a lateral.

Com o gol santista, a partida ficou com o panorama que se esperava desde o início, com o Atlético-MG tendo a iniciativa e o Santos nos contra-ataques. Sem conseguir furar o bloqueio da zaga santista, o time mineiro passou a abusar das bolas alçadas na área.

De tanto tentar, o empate veio em um pênalti cometido por Lucas Braga em cima de Calebe, verificado pelo VAR. O Nacho bateu com categoria, aos 24 minutos. Na saída de bola, Vinícius Zanocelo acertou o travessão de Everson em bela cabeçada.

Mas a pressão atleticana aumentou e a virada veio em nova bola alçada na área. Nathan Silva subiu muito para cabecear, aos 29 minutos. Aos 35, novo pênalti para o Atlético-MG, com análise do VAR. Velázquez em Calebe: Nacho bateu, João Paulo defendeu parcialmente, e o meia completou de cabeça para o gol e fechou o placar: 3 a 1.

Ler matéria completa

×