Bauru e grande região

Geral

Casal "mostra" Portugal aos brasileiros

Rafael Antunes Boro foi criado em Bauru e se casou com Priscila Roque; eles moram em Lisboa e têm um site destinado aos turistas do Brasil

por Cinthia Milanez

27/12/2015 - 07h00

Samantha Ciuffa
Casal de jornalistas mantém um site para promover a cultura e o turismo da antiga metrópole do Brasil aos brasileiros: o Cultuga

Um casal de jornalistas decidiu investir suas fichas em um negócio em Portugal. Eles mantêm um site para promover a cultura e o turismo da antiga metrópole do Brasil aos brasileiros: o Cultuga. Rafael Antunes Boro, 32 anos, foi criado em Bauru e se inspirou nos eventos promovidos pela Associação Luso Brasileira para tomar a decisão de viver em Lisboa com sua esposa Priscila Roque, 33.

O jornalista narra que nasceu em São Paulo, mas seus pais são bauruenses. Ele passou a infância e a adolescência na Cidade Sem Limites, ora morando no Jardim Higienópolis, ora no Samambaia. Rafael só saiu do município para estudar na Capital do Estado, onde conheceu a esposa. Inclusive, os dois trabalharam juntos em uma emissora de rádio. Como hobby, ela mantinha um blog sobre a cultura portuguesa e ele, sobre tênis.

Priscila tem Portugal no sangue, mas Rafael passou a ter contato com a cultura lusitana graças às festas da Associação Luso Brasileira, em Bauru, fato que acabou inspirando o jornalista. Em 2011, o casal viajou para a antiga metrópole do Brasil. “Eu havia ido diversas vezes para Portugal e, sempre que chegava a hora de deixar o País, já pensava em voltar. Eu acredito que o Rafael tenha se enfeitiçado por essa sensação”, revela Priscila.

Em 2013, o casal decidiu deixar tudo para trás e se mudar para Lisboa. Os amigos, então, se aproveitaram do fato de os dois já estarem instalados na Capital do País para pedir dicas de roteiros. “Perdíamos muito tempo respondendo um a um e decidimos profissionalizar o blog que eu havia criado”, explica Priscila. Uma ferramenta que tinha em torno de 30 acessos diários passou a ter mais de 500.

Cultuga
O Cultuga sobrevive graças ao apoio dos parceiros, tais como o Transporte Aéreo de Portugal (Tap) e o Booking, uma ferramenta digital de reserva de hotéis. Além disso, o casal vende roteiros personalizados, consultorias via Skype e ensaios fotográficos. Na primeira opção, eles traçam rotas baseadas no desejo de cada cliente e ajudam a escolher hotéis, restaurantes, bem como carros para locação.

Já as consultorias são, na verdade, um suporte aos turistas, no qual podem ser tiradas todas as dúvidas sobre o roteiro já traçado. Em relação aos ensaios fotográficos, cada um deles dura uma hora. O casal cumpre um roteiro junto ao cliente e registra o trajeto. “Não concorremos com fotógrafos de Lisboa, mas com as atrações que a cidade oferece, já que a atividade não deixa de ser uma diversão”, acrescenta Priscila.

 

  • Serviço

Quem quiser conhecer um pouco mais a história do casal ou, até mesmo, ver os serviços prestados pela dupla, basta acessar o site: www.cultuga.com.br. Neste endereço, inclusive, há diversas dicas gratuitas para os brasileiros que, assim como Rafael e Priscila, desejam se apaixonar por Portugal, cujo carro-chefe, na opinião dos dois, é a gastronomia.


De Bauru para Lisboa

Embora tenha nascido em São Paulo, Rafael não deixa de destacar seu vínculo com Bauru. Inclusive, já chegou a atender diversos turistas bauruenses em Portugal. Certa vez, o jornalista levou uma cliente para um ensaio fotográfico em um parque de Cintra. “Já sabia que ela era de Bauru, mas só deixei para contar que passei parte da minha vida na cidade pessoalmente”, relata.

Eis que, no espaço onde ela posava para as fotos, havia uma escultura de leão e Rafael, de pronto, brincou que era parecida com a que está exibida no canteiro central da avenida Nações Unidas, nas proximidades do Parque Vitória Régia. “Ela levou um susto ao descobrir que eu morei em Bauru e disse até que já foi atendida pelo meu pai, que é dentista na cidade”, revela Rafael.


Espalhados pelo mundo

A ideia de homenagear e contar as histórias dos bauruenses que estão espalhados pelos “quatro cantos” do globo originou o portal www.bauruensespelomundo.com.br. O endereço na plataforma virtual ainda está em construção, porém, enquanto isso, o JC resolveu mostrar um pouco da realidade dessas pessoas que vivenciam diversas experiências pelo mundo, porém, sempre carregam Bauru em seus corações. E o espaço segue aberto. Você também pode enviar seu relato ou sugestão de personagem a ser entrevistado para o e-mail [email protected]


Você sabia?

Lisboa já foi cenário de mais de 16 mil filmes locais e estrangeiros, sendo que boa parte foi produzida entre os anos de 1940 e 1950. Inclusive, há uma empresa por lá que promove passeios, a pé, pelas ruas da Capital portuguesa e apresenta, aos turistas, diversos locais que serviram de pano de fundo para longas, como “Capitães de Abril”, “Afirma Pereira” e “Filme do Desassossego”.