Bauru e grande região

Geral

População de idosos vai dobrar até 2050

Organização Mundial de Saúde prevê que total de pessoas da Melhor Idade chegará a 2 bilhões

por Carol Knoploch

01/02/2016 - 07h00

Agência Brasil
O número de idosos deve chegar a 70 milhões em 2050 no Brasil

Daqui a 35 anos, o mundo terá o dobro de idosos que tem hoje. Eles vão representar mais de um quinto do planeta (cerca de 2 bilhões), diz relatório da Organização Mundial de Saúde (OMS). O órgão contabiliza hoje cerca de 900 milhões de idosos, ou cerca de 12,3% da população. A expectativa é de que em 2050, represente 21,5%.

No Brasil, o número deve chegar a 70 milhões em 2050 - ou 30% da população. Para Alexandre Kalache, presidente do Centro Internacional para Longevidade no Brasil, da OMS, é “quase um milagre” o Brasil ter conseguido aumentar a expectativa de vida da sua população.

“A responsabilidade de envelhecer bem é algo complexo, que envolve educação até para que as pessoas consigam projetar o futuro. O brasileiro é imediatista porque tem de pensar em como pagar a conta no fim do mês. Tem mais dificuldade para pensar nos anos à frente.”

Kalache lembra que este é o primeiro relatório da OMS sobre longevidade. “É preciso pensar no idoso, temos de dar ênfase a eles. No Brasil, é preciso tornar os lugares em que vivemos ambientes amigáveis para as pessoas mais velhas, realinhar sistemas de saúde às necessidades dos idosos”, disse Kalache.

Segundo a OMS, a expectativa de vida global é de 66 anos e em 2050 será de 72. “Hoje, a maioria das pessoas, mesmo em países mais pobres, vivem por mais tempo. Mas isso não é suficiente. Precisamos assegurar que esses anos extras sejam saudáveis, significativos e dignos”, afirmou Margaret Chan, diretora-geral da OMS.