Bauru e grande região

Geral

Após mais de 2 meses, docentes da Unesp Bauru encerram a greve

Paralisação de servidores e alunos continua; retomada das aulas ainda segue indefinida

19/08/2016 - 10h00

Nathane Agostini/Divulgação
Assembleia unificada de docentes e servidores ocorreu ontem

Em assembleia unificada de docentes e servidores técnico-administrativos realizada nessa quinta-feira (18), os professores da Unesp Bauru decidiram suspender a greve, a partir de segunda-feira. Os servidores, contudo, votaram pela continuidade do movimento e voltam a se reunir em assembleia na próxima semana, segundo informou a assessoria de comunicação da Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação (Faac) da Unesp.

A reunião contou com a participação de funcionários e professores das três faculdades do câmpus. “A assembleia mostrou que os servidores técnico-administrativos continuam lutando por essa universidade”, pontuou Jorge Guilherme Cerigatto, assistente administrativo e representante do Sindicato dos Trabalhadores da Unesp (Sintunesp).

“Nós continuamos. Será produtivo e, daqui para frente, vai depender das avaliações para saber quais serão os futuros rumos do movimento”, completa. Para o professor Ari Fernando Maia, do Departamento de Psicologia, a volta às aulas ainda é uma incerteza.

“Não cabe aos docentes que estavam em greve decidir sobre o calendário e de que forma as aulas serão retomadas caso os alunos continuarem em greve. São decisões que vão ser tomadas nas congregações, nos departamentos. São encaminhamentos que vão acontecer no decorrer desses próximos dias”, adianta.