Bauru e grande região

Geral

Sinal de alerta: bandidos fraudam sistema de rastreamento de celulares

Golpistas fazem vítimas em Bauru ao burlar 'mecanismo de defesa' e especialista em direito digital orienta como proceder caso seja você a cair

por Marcus Liborio

01/05/2017 - 07h00

Aceituno Jr.
José Antônio Milagre afirma que, em Bauru, já foram registrados alguns casos dos golpe

Implementado pela Apple para dificultar a vida dos ladrões, o "Bloqueio de Ativação" impede a reutilização de iPhones e iPads roubados. Isso porque é possível acessar, de qualquer computador, o iCloud. O recurso possui, entre outras funções, a de rastreamento do aparelho.

Os bandidos, entretanto, já conseguem burlar este mecanismo. Trata-se de um golpe que busca obter da vítima o ID Apple que liberta as funções do celular. Em Bauru, já foram registrados alguns casos, segundo o advogado e perito especializado em direito digital, José Antônio Milagre.

O estudante Alexandre Casselati, 20 anos, foi uma das vítimas da fraude, após ter sido assaltado no Centro da cidade, na semana passada. Ele teve seu iPhone levado durante a ação, que vitimou ainda mais três amigos dele. 

Conhecendo o recurso "Bloqueio de Ativação", Alexandre acessou o iCloud.com, ativou o "Modo Perdido" e deixou o sistema de armazenamento em "nuvens" aberto em seu computador para tentar rastreá-lo, caso o ladrão ligasse o celular.

"Indiquei o número de telefone da minha irmã na mensagem que chega ao aparelho quando ele é ligado", contou o jovem, complementando que sua irmã recebeu, no sábado, SMS que supostamente era da Apple, avisando que o iPhone havia sido localizado.

"Pedia para acessar um endereço da Apple para visualizar onde o celular estava", diz. Segundo Milagre, trata-se do golpe virtual "Phishing Scam", pelo qual usa-se uma página falsa com a identidade visual do iCloud para ludibriar a vítima.

"Tudo não passou de um golpe para que conseguissem minha senha e, assim, desvincular totalmente meu aparelho da minha conta iCloud, tirando qualquer possibilidade de rastreamento do telefone", lamenta o estudante de Bauru.

IDENTIFICAR O IP

O especialista em direito digital alerta: a Apple não envia SMS aos usuários. "Nós não sabíamos disso. Realizamos os procedimentos e nos deram uma localização totalmente aleatória. Logo em seguida, meu aparelho já não constava mais na minha conta iCloud", finaliza Alexandre.

Segundo Milagre, existem meios para localizar o criminoso. Através da nota fiscal, pede-se à Apple o bloqueio do aparelho e a liberação de novas senhas. "Solicitamos ainda o registro de IP (número de identificação de um computador) de quem destravou, no dia do crime, o iCloud da vítima".

Ele diz que o trâmite, que também pode ser realizado judicialmente, tem surtido resultado na identificação dos criminosos. Porém, ele destaca que o ideal é tomar medidas preventivas, como manter ativa mais de uma função de rastreamento, entre outras (veja dicas no quadro abaixo).

Milagre ressalta ainda que muitos golpistas já utilizam um método chamado "Proxy" para tentar burlar o processo que identifica o IP do suposto criminoso. "É um recurso que oculta a conexão do usuário", especifica.

Porém, segundo o especialista, atualmente grande parte dos provedores, como Apple, Google, Facebook, Microsoft, iCloud, entre outros já tem detecção de "Proxy". "O serviço já identifica e não deixa a execução do recurso", finaliza.

iCloud 

O iCloud é o armazenamento de arquivos na "nuvem" da Apple - um servidor online de grande capacidade, que funciona no iPhone, iPad e iPod Touch. Com o recurso, o usuário não precisa mais do disco rígido de seu aparelho para guardar seus dados.

O serviço de nuvem possibilita uma economia de espaço no seu computador ou dispositivo móvel, e permite que seus arquivos sejam acessados por meio de qualquer produto Apple conectado à Internet.

O iCloud sincroniza todos os dispositivos Apple com uma espécie de pasta online gratuita, que pode receber fotos, contatos. Também é possível configurar o serviço nos computadores. O recurso possibilita ainda fazer o rastreamento do aparelho, em casos de roubos e furtos.