Bauru e grande região

Geral

Arraiá Aéreo terá voo histórico

Evento já tornou-se tradição em Bauru; festa contará neste ano com a apresentação da Demoiselle em um contexto inédito no Brasil e no mundo

por Dulce Kernbeis

13/05/2018 - 07h00

Malavolta Jr. Arraia Aéreo
Edson Mitsuya, comandante Arnaldo Ferrari Carneiro, Marcos Pontes e coronel João Siqueira

A 5ª edição do 'Arraiá Aéreo, Inspirando Gerações', que acontece em Bauru nos dias 9 e 10 de junho, contará com um voo histórico e inédito no Brasil e no mundo. A réplica do 14 Bis, a Demoiselle (primeira aeronave funcional e produzida em massa por Santos Dumont, o brasileiro pai da aviação - leia mais no boxe) e a Esquadrilha da Fumaça farão uma passagem simultânea pelo céu da cidade.

O voo conjunto promete emoções ainda mais intensas que as vivenciadas pelos presentes no ano passado, quando a réplica do 14 Bis se contrapôs às aeronaves da Esquadrilha da Fumaça que a acompanhavam no ar. "Além de ser um momento histórico, foi um dos vídeos mais vistos e compartilhados no mundo todo", mostra com emoção Marcos Pontes, o astronauta brasileiro.

Ontem, ele esteve no Café com Política do Jornal da Cidade junto com o diretor de operações da Fundação Marcos Pontes e coordenador do curso de Ciências Aeronáuticas da ITE, Edson Mitsuya, o comandante Arnaldo Ferrari Carneiro, ex-presidente da Associação Brasileira de Acrobacias Aéreas e coordenador da equipe de demonstração aérea e o coronel-aviador João Siqueira, piloto e ex-integrante da Esquadrilha da Fumaça e diretor da operação do evento.

SOLIDARIEDADE

Este voo está entre as principais atrações da festa, que está se consolidando na cidade. Ela é realizada pela Fundação Astronauta Marcos Pontes (ou simplesmente Fundação Astropontes) e prefeitura e conta com parceria do Jornal da Cidade e diversas organizações e empresas. A expectativa é de que 100 mil pessoas passem pela área do Aeroclube de Bauru. Desta vez, com algumas inovações logísticas: serão quatro acessos para facilitar a entrada e saída dos visitantes a uma das áreas mais nobres (e por isso mesmo também mais estranguladas em termos de trânsito) na cidade.

E mais: como é um evento que une educação, conhecimento e solidariedade, o público poderá escolher entre comprar o ingresso (a R$ 10,00 para adultos e R$ 5,00 para criança até 12 anos) ou trazer um quilo de alimento não perecível por pessoa. Para evitar filas, os ingressos já estão à venda no site www.eventoaereo.com.br, onde a programação também já pode ser conferida.

Os alimentos serão distribuídos às instituições assistenciais de Bauru e o valor arrecadado será revertido em ações sociais da Fundação Astropontes.

ASTRONAUTA

Também será o ano em o público presente terá mais contato com o astronauta. Um contato que ele faz questão de ter e que nas edições anteriores ficou mais limitado por participar integralmente da organização. Agora, não. Este ano, além de Edson Mitsuya, Marcos Pontes terá a seu lado o coronel-aviador João Siqueira e o comandante Arnaldo Ferrari Carneiro.

Os três também ocupam o tempo fazendo o que mais gostam: dividem com o astronauta bauruense a missão de proporcionar a realização do sonho de outras pessoas, especialmente crianças, de um dia estar no ar pilotando ou até mesmo produzindo grandes jatos. A apresentação do Jato L39 Albatroz, de treinamento, usado na guerra da Coreia, que durou de 1950 a 1953, e que será exibido aqui, é plantar uma semente, por exemplo.

Demoiselle

Pela delicadeza de suas formas, o pequeno e gracioso avião, apresentado em novembro de 1907, por Santos Dumont, teve dois apelidos: Demoiselle, que em francês quer dizer donzela, e Libellule, libélula, tal a sua leveza. 

Construído em apenas 15 dias, apresentava fuselagem de longarinas de bambu e seda japonesa amarela, leme e profundor - que faz o avião subir ou descer - na cauda e as asas na frente, logo acima do piloto. A envergadura tinha pouco mais de cinco metros, e o comprimento do nariz até a cauda somava oito metros. O sucesso foi tanto que logo foi produzido em série: 50 deles foram editados.