Bauru e grande região

Geral

Garoto é picado por escorpião em creche e prefeitura faz mutirão contra matagal

Criança passa bem; Vigilância Sanitária inspecionou o local e prefeito decidiu realizar limpeza no lado externo da escola para cortar o mato alto

por Marcele Tonelli

14/11/2018 - 10h30

Fotos: Malavolta Jr.
Bento Júnior, da Vigilância: "O interior da escola é muito limpo. O problema parece ser externo"

Mutirão promete limpeza de mato alto ao redor da creche hoje

Facebook/Divulgação
Mateus Alexandre Caires de 5 anos faz homenagem para funcionários da escola no Facebook horas depois do acidente

Um menino de 5 anos foi picado por um escorpião, na tarde da última terça-feira (13), na Escola Municipal de Ensino Infantil Integral (Emeii) Jardim Ivone, no bairro Quinta da Bela Olinda, em Bauru. O garoto foi socorrido por uma professora e pela diretora, que usou seu próprio carro para levá-lo até a UPA do Bela Vista. Ele foi atendido, mas não precisou do soro antiescorpiônico e acabou liberado na tarde do mesmo dia. Enquanto estava internado, Mateus Alexandre Caires prestou homenagem às funcionárias por meio de uma foto agradecendo o socorro (leia mais abaixo).

O susto causado pelo acidente gerou receio por parte dos pais e, ontem, houve falta em massa de alunos na escola, que atende 91 crianças de 2 a 5 anos. A Vigilância Sanitária inspecionou a unidade à tarde e o prefeito Clodoaldo Gazzetta informou que será realizado, hoje, a partir das 9h, um mutirão para limpar e capinar a área ao redor da escola. Ele, inclusive, deve acompanhar presencialmente o trabalho.

"Será uma ação preventiva e não reativa, até porque o escorpião pode aparecer em qualquer lugar da cidade", afirma Gazzetta.

O ACIDENTE

A criança brincava descalça no gramado do parquinho da escola, por volta das 11h desta terça-feira, quando o acidente aconteceu. Na data, era comemorado o aniversário da escola, que, há três anos, ocupa um imóvel no interior do antigo Lar Rafael Maurício.

A picada atingiu um dos pés do garoto, que começou a chorar. De imediato, a diretora Rogéria Toquete Orsi e a professora Danielly Paini colocaram o aluno no carro e o levaram até a UPA que possui o soro. O escorpião, ainda filhote, foi levado na sequência por um outro funcionário. "Ele era bem pequeno", lembra a diretora Rogéria. "Nunca aconteceu algo parecido aqui, foi um caso isolado", diz a diretora. 

De acordo com ela, a orientação é para que os alunos não tirem o sapato, mas alguns acabam ficando descalços para brincar no parquinho. "Teremos um controle mais rígido com isso agora", completa a diretora.

A unidade recebeu desinsetização em outubro e a capinação do local foi feita há 10 dias.

'ESCOLA É LIMPA'

Nessa quarta-feira (14) à tarde, a escola passou por inspeção da Vigilância Sanitária. Um relatório, que será emitido na próxima semana, deve apontar os possíveis problemas e as medidas a serem adotadas, além da limpeza ao redor da creche. 

"O interior da escola é muito limpo e organizado, o problema parece mais externo. Vamos orientar os funcionários a rastelarem diariamente a grama e a areia e a inspecionarem com ainda mais atenção cada brinquedo, porque há muito mato nos terrenos ao redor da Emeii", comenta Bento Júnior, funcionário da Vigilância.

"Pediremos também a limpeza de galerias, para eliminar insetos como baratas, alimentos prediletos do escorpião. Também visitaremos os imóveis vizinhos, um deles almoxarifado da prefeitura", detalha Bento Júnior.

Esta seria a primeira vez que um acidente desse tipo em creche municipal acontece em Bauru. "Já houve caso de encontro do animal em escola, mas acidente é a primeira vez que vejo em 20 anos de prefeitura", afirma.

A Emeii funciona, hoje, em imóvel alugado. Sua sede própria está em construção no Jardim Ivone. A previsão para o término da obra, porém, é julho de 2019.

'Obrigado, tia Dani e tia Rogéria'

Facebook Natalia Caires/Reprodução
Garoto tirou fotografia agradecendo as funcionárias da escola

A internação de Mateus Alexandre Caires durou aproximadamente cinco horas, tempo suficiente para que ele se recuperasse e ainda elaborasse uma forma de agradecer as funcionárias da escola pelo socorro. Na companhia da mãe, ele, que não é alfabetizado, mas reconhece as letras do alfabeto, escreveu "Obrigada tia Dani e tia Rogéria". A foto, inclusive, foi postada nas redes sociais da genitora do garoto.

"Elas o socorreram em menos de 15 minutos. A Rogéria é um anjo na nossa vida e a Dani é como se fosse uma segunda mãe para o Mateus na escola, professora muito atenciosa. Acidentes acontecem, mas com elas sei que meu filho estará protegido", elogia Natalia Caires, mãe de Mateus.

"Só espero que a prefeitura dê um jeito naquele matagal ao redor da escola, porque só a Emeii ser muito limpa não adianta. Aliás, é preciso sensibilizar todos os moradores do Jardim Ivone. Nós convivemos com medo do escorpião por causa de mato alto e lixo na vizinhança", finaliza.

Evento para tranquilizar os pais

Com intuito de tranquilizar os pais, a diretora do Departamento Infantil da Secretaria Municipal de Educação, Anie Duchatsch, diz que a Emeii Jardim Ivone deve receber, nos próximos dias, uma palestra sobre escorpiões voltada aos familiares das crianças.

No evento, o público deve ser informado, inclusive, sobre as ações de prevenção realizadas pela escola.

"Eles precisam se acalmar, foi um acidente infeliz. A escola é muito bem cuidada e está com todas as inspeções, capinação e desinsetização em dia", comenta Anie.