Bauru e grande região

Geral

Bauru é a cidade com mais de 300 mil habitantes menos violenta, diz estudo

por Lilian Grasiela

17/03/2019 - 07h00

PM/Divulgação
De acordo com a corporação, policiamento direcionado e o comprometimento profissional do efetivo têm garantido bons índices

O investimento no "policiamento inteligente", que direciona o patrulhamento preventivo para áreas mais vulneráveis previamente identificadas, está entre as estratégias que, na avaliação da Polícia Militar (PM), contribuíram para que Bauru ocupasse o primeiro lugar no ranking dos municípios com mais de 300 mil habitantes menos violentos do Brasil. Os dados integram o "Atlas da Violência 2018 Políticas Públicas e Retratos dos Municípios Brasileiros", lançado ano passado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP).

A pesquisa considera mortes violentas a soma de agressões, intervenções legais e mortes violentas com causa indeterminada, tomando como referência o município de residência da vítima. Na classificação geral, que leva em conta as 309 cidades com mais de 100 mil habitantes do País, Bauru ocupa a 16.ª colocação.

Para o tenente coronel Ézio Carlos Vieira de Melo, comandante do 4.º Batalhão de Polícia Militar do Interior (BPM-I), uma série de ações coordenadas, que incluem o trabalho das forças de segurança e adoção de políticas públicas em áreas como Assistência Social e Educação, estão entre os fatores que fizeram com que a cidade se destacasse entre as mais seguras. "E os índices de mortes violentas vêm sendo reduzidos ao longo dos anos", diz.

"Isso se deve à realização do policiamento direcionado aos locais de maior incidência (de crimes), o que chamamos de 'policiamento inteligente', à constante realização de operações policiais militares voltadas para esses locais, ao comprometimento profissional de todo o efetivo, à Polícia Civil na parte investigatória e ao Ministério Público e ao Poder Judiciário, que fazem a sua parte oferecendo a denúncia, acusando, julgando e condenando".

O comandante também ressalta a importância da participação da população neste processo de redução de mortes violentas, por meio de ações preventivas e denúncias. "Todos esses fatores colaboram para que a gente possa cumprir melhor o nosso papel", afirma. Dados divulgados pelo 4.º BPM-I revelam que, há mais de 24 meses consecutivos, a unidade vem conseguindo superar as metas propostas pela Secretaria da Segurança Pública (SSP).

NA REGIÃO

Os dados analisados pelo "Atlas da Violência" são de 2016, último ano disponível no Sistema de Informações sobre Mortalidade do Ministério da Saúde. E, conforme o JC noticiou no ano passado, cidades da região também tiveram destaque positivo.

O estudo colocou Jaú (47 quilômetros de Bauru) e Botucatu (100 quilômetros de Bauru) entre as dez cidades com mais de 100 mil habitantes mais seguras do Brasil.

Com 144.828 habitantes, Jaú aparece em 6º lugar no ranking. Já Botucatu, que possui 141.032 habitantes, ocupa a 8.ª colocação.

Os três municípios mais pacíficos de acordo com o "Atlas da Violência" são Brusque (SC), Atibaia (SP) e Jaraguá do Sul (SC).