Bauru e grande região

Geral

Educador de cidadania Habib Jacob morre em Bauru

Idealizador do projeto Pensando 10 Cultura deixa esposa e dois filhos

por Ana Beatriz Garcia

21/04/2019 - 07h00

Reprodução
Idealista, Habib Jacob morreu aos 53 anos, após 36 dias de internação; ele não resistiu a vários problemas de saúde

Aos 53 anos, morreu o educador de cidadania Habib Jacob, idealizador do projeto Pensando 10 Cultura, criado em 2004, com o intuito de levar serviços gratuitos aos bairros de Bauru, estimular o contato humano e inspirar o sentido de comunidade entre os moradores.

Habib estava internado desde o dia 10 de março no Hospital da Unimed e morreu na manhã do último dia 16 de abril. "Ele ficou 36 dias internado e teve diversas complicações. Entrou com um edema no pulmão, teve pneumonia, sofreu um AVC e duas paradas cardiorrespiratórias e não resistiu", conta a viúva, Eva Cristina Pereira Dias da Mota.

O corpo do educador de cidadania foi velado e enterrado, na manhã da última quarta-feira (17), na cidade de Piraju (153 quilômetros de Bauru). Além da esposa, Habib ainda deixa dois filhos Amanda Giulia Dias da Mota e André Dias da Mota e os projetos aos quais se dedicava com afinco.

SONHADOR

Há 15 anos, ele criou o Pensando 10 Cultura para recuperar praças de Bauru e torná-las espaços que pudessem voltar a ser efetivamente ocupados pelos moradores. "Ele era um sonhador. Ele sonhava com uma cidade mais limpa, mais organizada. Durante todo esse período que moramos em Bauru, a luta dele foi para isso: manter uma sociedade mais interativa e uma cidade mais bonita. Ele, ainda, tinha o sonho de construir uma biblioteca na cabeceira do aeroporto, lugar que era muito importante para ele", afirma Eva.

Por enquanto, a família não tem condições de dar continuidade ao projeto, mas espera que a administração o faça.