Bauru e grande região

Geral

CVV celebra Dia do Amigo e reforça o seu canal de atendimento

Entidade visitou vários locais de Bauru e distribuiu relógios com o número 188

por Rafael de Paula

20/07/2019 - 07h00

Para celebrar o Dia do Amigo, comemorado hoje em todo o País, voluntários do Centro de Valorização da Vida (CVV) de Bauru percorreram nessa sexta-feira (19) diversas instituições da cidade. A entidade usou a data para reforçar o canal de atendimento unificado pelo telefone 188, que presta apoio emocional a quem necessita, atuando na prevenção do suicídio.

Veículos de imprensa, faculdades, shoppings e outros espaços de atendimento público estiveram no roteiro dos voluntários. A cada visita, a equipe do CVV presenteou com um relógio, que reforça o canal de atendimento pelo número 188. O sistema de atendimento telefônico é gratuito e está disponível 24 horas por dia, sete dias por semana, para atender quem precisa.

De acordo com o CVV, foram 55 relógios distribuídos em toda a cidade. "A ideia é buscar a conscientização de que um suicídio ocorre no Brasil a cada 45 minutos. E o CVV é um amigo que se pode confiar. Sempre é tempo de olhar para o amigo", diz o voluntário Luiz Ramos.

Vinicius Bomfim
Luiz Ramos, Kátia Ramazina (coordenadora de Circulação Digital do JC), Milton Puga, Luciana La Fortezza (editora do JC) e Rosa Maria da Silva, na Redação do Jornal da Cidade; relógio (ao lado) foi presente para marcar Dia do Amigo

A universalização do número 188 aumentou o número de atendimentos, principalmente em cidades que não contam com o serviço local da entidade. O telefone é único em todo o Brasil e está em funcionamento desde o ano passado.

De acordo com o voluntário Milton Puga, a necessidade de um acolhimento telefônico centralizado surgiu em 2013, depois da tragédia da Boate Kiss, em Santa Maria (RS). "Depois desse incêndio, aos poucos, nosso sistema foi ficando centralizado para que o serviço pudesse ser ampliado para todo o Brasil.

Ao ligar para o número 188, um voluntário do CVV de qualquer parte do País poderá prestar o atendimento necessário", explica Puga, que esteve no JC na tarde dessa sexta-feira (19) acompanhado dos voluntários Luiz Ramos, Rosa Silva e Elaine Moraes.

SUICÍDIO

De acordo com pesquisa divulgada pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) na Revista Brasileira de Psiquiatria, em abril, a taxa de suicídio entre adolescentes que vivem nas grandes cidades brasileiras aumentou 24% entre 2006 e 2015. A prática contra a vida é até três vezes maior entre jovens do sexo masculino.

Vinicius Bomfim
Rosa Maria da Silva, Milton Puga, Elaine Moraes e Luiz Ramos, do CVV, em visita ao JC, nessa sexta-feira (19)

SERVIÇO EM REDE

O CVV Bauru integra a rede de atendimento 188, das 7h às 23h. Em média, cerca de 3 mil ligações de todas as partes do País são recebidas por 50 voluntários de Bauru. Na madrugada, as ligações são direcionadas para unidades que trabalham 24 horas por dia.

No sistema nacional, são cerca de 10 mil ligações por dia. O CVV conta com aproximadamente 2.400 pessoas que realizam o atendimento em 19 Estados mais o Distrito Federal. Voluntários podem se inscrever pelo site https://www.cvv.org.br ou pelo e-mail [email protected]