Bauru e grande região

Geral

Corpo do jurista Damásio Evangelista de Jesus é sepultado em Bauru

13/02/2020 - 08h34

Renan Casal/Reprodução

Jurista Damásio de Jesus

Considerado um dos mais respeitados especialistas em direito penal da atualidade, o jurista Damásio Evangelista de Jesus morreu, aos 84 anos, no final da noite desta quarta-feira (12), em Bauru. Familiares, amigos e admiradores se despediram dele no salão nobre 1 do Centro Velatório Terra Branca. O sepultamento ocorreu no final da tarde desta quinta-feira (13) no Cemitério Jardim do Ypê.

Nascido em Cerquilho, interior de São Paulo, Damásio se formou em direito pela ITE em 1960. Dez anos depois fundou, em Bauru, um complexo educacional que leva seu nome. Em 1975 mudou-se para São Paulo e criou um curso preparatório para concursos de carreiras jurídicas, o mais antigo do País.

Sua trajetória no direito lhe garantiu renome internacional e autoridade para falar sobre diversos assuntos polêmicos. Ele será sepultado no Cemitério Jardim do Ypê, às 16h30.

"Seu espírito segue vivo em cada profissional que ele inspirou e ensinou nos últimos 50 anos", disse a Damásio Educacional por meio de nota em sua página do Facebook. "Seguimos honrando seu legado diariamente com a visão e vontade de trabalhar que ele sempre demonstrou."

Damásio tinha mais de 20 livros publicados. Era reconhecido internacionalmente por sua atuação junto ao governo brasileiro na Organização das Nações Unidas para debater a prevenção ao crime, corrupção em transações comerciais internacionais e controle de porte e uso de armas, entre outros.

Realizou trabalhos importantes para o Ministério da Justiça, a Prefeitura da Cidade de São Paulo, a Câmara dos Deputados, o Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária e a Secretaria da Administração Penitenciária do Estado de São Paulo.

A Damásio Educacional declarou. "Seu espírito segue vivo em cada profissional que ele inspirou e ensinou nos últimos 50 anos."

MANIFESTAÇÕES

Nomes do Direito expressaram condolências pela morte de Damásio de Jesus.

O ministro do Gilmar Mendes, do Supremo, manifestou pesar pelo falecimento do jurista em sua página no Facebook.

"Damásio deixa um enorme legado para a história do Direito Penal brasileiro, que certamente merecerá revisitação pelas gerações futuras."

Ler matéria completa