Bauru e grande região

Geral

Bauru terá teste rápido de Covid-19: João Doria deve anunciar ainda hoje

Previsão é de que a distribuição de kits para municípios paulistas seja direcionada a cidades com mais de 75 mil habitantes

por Tisa Moraes

26/03/2020 - 06h00

Internet/Reprodução

A partir de amostra de sangue, teste detecta infecção por coronavírus em até uma hora

O prefeito Clodoaldo Gazzetta e o secretário Executivo de Desenvolvimento Regional do governo do Estado, Rubens Emil Cury, informaram que Bauru receberá testes rápidos para coronavírus (Covid-19), com o objetivo de agilizar o diagnóstico de pacientes com sintomas da doença. A expectativa é de que o anúncio oficial seja feito pelo governador João Doria, em coletiva no Palácio dos Bandeirantes, no início da tarde desta quinta-feira (26).

Segundo Gazzetta, assim como Bauru, todos os municípios com mais de 75 mil habitantes receberão os kits adquiridos pelo Estado. Conforme o JC apurou, estas cidades funcionarão como uma espécie de 'centrais de distribuição', repassando parte dos testes para localidades menores da região.

Nesta primeira remessa, a estimativa é de que Bauru receba aproximadamente 5 mil kits, mas o número exato ainda será divulgado. "Já estávamos considerando a possibilidade de comprar testes rápidos pela prefeitura, mas eles só tinham 85% de confiabilidade no resultado, sendo que o correto é que seja algo em torno de 95%. Agora, com a confirmação de que o Estado já está finalizando a compra, não precisaremos gastar esse recurso", detalha Gazzetta.

Os testes rápidos apresentam como vantagem justamente a agilidade dos resultados. Conforme o JC divulgou, os exames convencionais, realizados pelo Instituto Adolfo Lutz, demoram para ficarem prontos em razão da alta demanda.

EM ATÉ UMA HORA

Em Bauru, não há a atualização de casos descartados ou confirmados para coronavírus há 15 dias. "Já no teste rápido, basta furar o dedo, como se fosse para controle de diabetes. A partir da amostra de sangue é possível detectar em até uma hora se a pessoa está ou não infectada pelo vírus", acrescenta o prefeito.

Ele acredita que o governo do Estado tenha comprado os kits dos laboratórios privados recentemente aprovados pela Anvisa para produção destes materiais. Os detalhes sobre a forma de aquisição dos insumos, contudo, deverão ser informados durante a coletiva desta quinta, na Capital. O prazo para o município começar a usar os exames também não foi confirmado.

De acordo com o secretário de Saúde de Bauru, Sérgio Henrique Antonio, dependendo do volume de kits disponibilizados para o município, a prioridade de uso será dada a pacientes com Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) ainda sem diagnóstico, bem como aos que apresentem sintomas gripais e façam parte do grupo de risco (idosos, doentes crônicos e pessoas imunossuprimidas). "Porém, se recebermos um volume grande, poderemos estender o uso para outros casos que chegarem com suspeita de coronavírus nas unidades de saúde", completa.

Estado confirma à Câmara projeto para ativação do Hospital das Clínicas

Em razão do avanço de casos de coronavírus no País, o Hospital das Clínicas (HC) da USP de Bauru deverá começar a funcionar em curto prazo. Por meio de sua assessoria de comunicação, a Câmara Municipal revelou que o Departamento Regional de Saúde (DRS-6) confirmou a conclusão do projeto técnico necessário para que a unidade hospitalar possa entrar em operação rapidamente.

A previsão é de que sejam disponibilizados 172 leitos para atender pacientes de Bauru e região com complicações no quadro clínico em decorrência da Covid-19.

Segundo autoridades do Executivo e do Legislativo bauruense, a promessa é de que o HC possa iniciar suas atividades no início de abril.

Para a Câmara, o DRS-6 informou que o projeto técnico seria enviado nesta quinta-feira (25) ao governo do Estado, de quem dependerá a liberação de recursos para os investimentos necessários e para o custeio do serviço. Camas e parte dos equipamentos já estão instaladas.

Ainda na terça-feira (24), o Poder Legislativo bauruense, em nome dos 17 vereadores, havia encaminhado ofício ao governador pedindo a abertura, com urgência, do HC. Além do projeto técnico do hospital, o DRS preparou um estudo para disponibilizar mais 20 leitos no Instituto Lauro de Souza Lima, que poderão receber pacientes de menor complexidade, liberando a mesma quantidade de vagas para que Hospital Estadual possa atender mais pessoas que venham a ser acometidas pelo novo coronavírus.

Ler matéria completa