Bauru e grande região

 
Política

Gazzetta afirma que o mapeamento sorológico da cidade começa amanhã

Prefeitura aplicará 1,2 mil testes casa a casa para obter uma amostragem da circulação do novo coronavírus em Bauru

por Cinthia Milanez

21/05/2020 - 06h00

Facebook/Reprodução

Mário Ramos, Sérgio Henrique Antonio, Clodoaldo Gazzetta e Paulo Carlotto durante live ontem

Antes de tomar qualquer decisão envolvendo a flexibilização dos serviços não essenciais, o prefeito Clodoaldo Gazzetta afirma que precisa ter certeza de que o novo coronavírus já circulou bastante pela cidade. Para isso, ele promete que dará início ao mapeamento sorológico do município nesta sexta-feira (22). A ideia, segundo ele, é aplicar 1,2 mil testes casa a casa para obter uma amostragem do atual cenário. Haverá, também, outro diagnóstico de assintomáticos, mas por drive thru (leia mais abaixo).

Ainda de acordo com o chefe do Executivo municipal, o estudo se baseará nas recomendações do médico infectologista do Comitê de Contingência do Coronavírus em São Paulo, Carlos Magno Fortaleza. "Ele funcionará como uma pesquisa eleitoral, na qual você entrevista um número considerável de pessoas e projeta o resultado para o restante da população", acrescenta.

Gazzetta adianta que o mapeamento sorológico da Covid-19 seguirá a mesma metodologia aplicada ao da dengue. "Nela, você escolhe as pessoas por quarteirão e região da cidade", descreve.

A ideia do prefeito é realizar 1,2 mil testes a cada duas semanas. "Caso contrário, conseguiremos apenas uma radiografia dos 15 dias anteriores", reforça.

Para fazer os exames, o município usará os testes IgG/IgM mais simplificados. Eles assim são chamados, porque detectam os anticorpos contra a Covid, mas não determinam se a infecção ocorreu há mais de 15 dias ou se a doença está em fase aguda.

Ao todo, 9,6 mil unidades do tipo foram enviadas pelo Ministério da Saúde e a cidade recebeu o primeiro lote no início de maio. O restante chegou há alguns dias. Conforme o JC noticiou no último dia 14, a qualidade destes produtos foi questionada por Gazzetta e outras 15 prefeituras, que compõem o Conselho Municipalista.

Agora, o prefeito local alega que, na verdade, houve apenas um erro de protocolo. "Inicialmente, o regulamento exigia que os testes fossem aplicados a partir do oitavo dia dos sintomas. Nós alteramos a regra para fazê-lo após o 11.º, dando 100% de garantia", argumenta.

O mapeamento sorológico utilizará, ainda, alguns exames IgG/IgM, que mostram tanto a resposta imune recente quanto a fase posterior a ela. A própria prefeitura adquiriu 5,6 mil deles, que só deverão chegar no final deste mês.

NAS UNIDADES

Diante disso, o município contará com 15,2 mil testes IgG/IgM mais simplificados e IgG/IgM. Ambos os exames também ficarão disponíveis nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) referenciadas (Bela Vista, Falcão, Geisel e Mary Dota) e no Posto de Atendimento Covid-19 (PAC).

Além do mapeamento sorológico, Gazzetta pretende utilizar os testes para diagnosticar profissionais da saúde, do salvamento e da segurança pública, bem como idosos e pessoas que moram com quem se encaixa em qualquer uma das categorias anteriores, desde que todos apresentem sintomas gripais.

Ao todo, o município já investiu R$ 3 milhões em testes.

Prefeitura também testará assintomáticos por drive thru

Além dos exames IgG/IgM, a prefeitura também adquiriu 15 mil testes de antígeno, que identificam o vírus entre o terceiro e o 21.º dia de contaminação. Eles deveriam ter chegado nesta quarta-feira (20), mas a empresa pediu para entregar na sexta (22).

Do total, 10 mil serão usados para diagnosticar as pessoas com sintomas que se dirigirem até as UBS referenciadas, as UPAs e o PAC.

O restante será aplicado nos chamados postos volantes. "Nós pretendemos testar assintomáticos que se encaixam nas seguintes categorias: coletores de lixo, leituristas do DAE, servidores municipais em trabalho presencial diário, idosos de casas de repouso e comerciantes", revela o prefeito Clodoaldo Gazzetta.

A ideia, segundo ele, é fazê-lo por drive thru em vários pontos da cidade, preferencialmente, onde há maior circulação de pessoas, como o entorno de supermercados, o Calçadão da Batista etc. "Para tanto, a equipe precisa passar por treinamento. Logo, acredito que comecemos a partir da semana que vem", estima.

 

Ampliação de públicos do PCR

Usados para avaliar os profissionais da saúde com sintomas, os internados por Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag) e os óbitos suspeitos, os testes laboratoriais RT-PCR são realizados pelo Adolfo Lutz local, pela FOB/USP e pelo Lauro de Souza Lima. Porém, segundo o prefeito, estes grupos serão ampliados partir da semana que vem. As instituições começarão a testar profissionais do salvamento e da segurança pública, bem como idosos e pessoas que moram com quem se encaixa em qualquer uma das classificações anteriores, desde que todos apresentem sintomas da doença.

Ler matéria completa