Bauru e grande região

 
Geral

16 mil ainda não entregaram declaração do IR em Bauru

Número equivale a quase 18% do total de documentos esperados; prazo termina hoje

por Tisa Moraes

30/06/2020 - 05h00

Malavolta Jr./JC Imagens

Luiz Anézio, da DRF, frisa que contribuintes tiveram 4 meses

Termina nesta terça-feira (30) o prazo para entrega da declaração do Imposto de Renda (IR). Em Bauru, aproximadamente 16 mil contribuintes ainda não cumpriram a obrigação, conforme levantamento da Delegacia da Receita Federal (DRF) local.

O número refere-se à estimativa de pessoas que ainda precisavam entregar o documento entre segunda e terça-feira. Segundo o titular da DRF de Bauru, Luiz Carlos Aparecido Anézio, a expectativa é de que 88.247 declarações sejam enviadas neste ano - relativas ao exercício de 2019, sendo que 72.202, ou 81,8% do total, haviam sido remetidas até o último domingo. Quem não entregar a declaração dentro do prazo fica sujeito à multa mínima de R$ 165,74, podendo chegar a até 20% do valor do imposto devido.

No Estado, 83,8% das 10,3 milhões de declarações aguardadas já foram enviadas. "É uma situação que ocorre todo ano. Muitas pessoas deixam para enviar nos últimos dois dias. Porém, consideramos que é um percentual muito grande, já que tivemos a prorrogação do prazo por conta da pandemia. Neste ano, foram quatro meses para envio", pondera Anézio.

Para ajudar estes contribuintes nesta reta final, a DRF de Bauru manterá plantão para tirar dúvidas por meio do telefone (14) 3235-4709, das 8h30 às 11h30. Quem tiver dificuldades no preenchimento pode recorrer, ainda, ao Perguntão do IR 2020, no site da Receita Federal (http://receita.economia.gov.br/interface/cidadao/irpf/2020/perguntao).

ATENÇÃO

Anézio explica que os contribuintes que precisarem de cópia da declaração do IR do ano passado terão de ir presencialmente à sede da DRF. Ele destaca, ainda, que quem tiver imposto a pagar e quiser quitar o valor em débito automático terá de saldar a primeira parcela (ou cota única) por meio de Documento de Arrecadação de Receitas Federais (Darf). Isso porque o débito automático, para quem entregar a declaração após o dia 10 de abril, só será autorizado a partir da segunda parcela.

Ainda de acordo com o titular da DRF, o sistema da Receita está preparado para receber um grande volume de declarações, porém, se um número excessivo de contribuintes tiver deixado para enviar o documento neste último dia, é possível que a rede de Internet como um todo apresente instabilidades. O prazo final é às 23h59 desta terça.

"Se a declaração for entregue com erro, o contribuinte poderá corrigi-la a qualquer tempo, desde que a Receita não chegue a intimá-lo. A única coisa que ele não poderá mudar mais, depois do prazo, é a forma de apresentar a declaração, no formulário simplificado ou no modelo completo", acrescenta.

Ler matéria completa