Bauru e grande região

 
Geral

Batalha atinge o menor nível do ano

O manancial chegou ao índice de 2,36 metros ontem, sendo que o ideal seria 3,20 metros; o DAE começará o rodízio nesta quarta-feira (16)

por Cinthia Milanez

15/09/2020 - 05h00

Aceituno Jr.

O baixo índice do Batalha era bastante visível nesta segunda-feira (14)

Responsável por abastecer até 140 mil bauruenses ou 35% da população local, o Rio Batalha atingiu, na tarde desta segunda-feira (14), o menor nível deste ano: 2,36 metros. O ideal, de acordo com o DAE, seria que o índice chegasse a 3,20 metros. Para piorar, o Centro de Meteorologia de Bauru (IPMet), órgão vinculado à Unesp, não prevê chuva, pelo menos, até domingo (20) (leia mais abaixo). A estiagem fez, inclusive, com que a autarquia decidisse adotar, a partir desta quarta-feira (16), o sistema de rodízio de abastecimento nos bairros atendidos pelo manancial.

Conforme o JC já noticiou, a medida visa minimizar os efeitos da menor produção da água distribuída pelo Batalha. O rodízio começará a partir da meia-noite de amanhã, com duração de 24 horas. O sistema será alternado entre os bairros da região da Vila Falcão e da área do Centro/Altos da Cidade (veja o quadro).

A autarquia complementará o abastecimento dos bairros que recebem água do Batalha com caminhões-pipa. Os veículos poderão ser solicitados através do 0800-771-0195, que aceita ligações apenas de telefone fixo, ou (14) 3235-6140 e (14) 3235-6179, para quem acionar o DAE via aparelho celular.

A última vez em que Bauru teve rodízio foi na crise hídrica de 2014. Naquela época, o Batalha bateu o recorde histórico de menor nível: 1,20 metro.

Em outras ocasiões, a cidade passou por racionamento, quando uma das bombas é desligada, mas não há escolha entre a região que receberá a água.

Semana não deverá ter chuva

De acordo com o meteorologista José Carlos Figueiredo, do IPMet, não há expectativa de precipitação, pelo menos, até domingo (20). Uma frente fria se aproxima do Atlântico, na altura de São Paulo. "Contudo, ela trará chuva apenas para a Capital e o Litoral a partir de amanhã [hoje]", complementa.

Assim, o Interior registrará, hoje, uma queda de até 4 graus. Em Bauru, a máxima será de 31 graus e a mínima, de 19.

Em relação à mínima da umidade do ar, que chegou a 16%, às 15h10 de segunda-feira (14), em Bauru, colocando a cidade em estado de alerta, ela deverá ficar entre 20% e 30% hoje.

Ler matéria completa