Bauru e grande região

 
Geral

HC para de atender na 3.ª, diz Famesp

Segundo presidente da fundação, pacientes que restarem serão transferidos e não haverá mais funcionários na unidade

por Tisa Moraes

27/11/2020 - 05h00

Aceituno Jr./Drone JC

HC começou a receber pacientes com Covid em julho deste ano

Inaugurado no dia 1 de julho em meio à pandemia, o Hospital das Clínicas (HC) de Bauru irá encerrar suas atividades como hospital de campanha para a Covid-19 a partir desta terça-feira (1). A informação é da Famesp, fundação que administra a unidade. Segundo a entidade, todos os funcionários serão demitidos até esta segunda-feira (30) e eventuais pacientes que ainda estiverem internados serão transferidos para o Hospital Estadual (HE).

A possibilidade de fechamento do HC já vinha sendo aventada há algum tempo. Porém, no início de outubro, em visita a Bauru, o governador João Doria garantiu que o Estado manteria a unidade em funcionamento após a pandemia, para atendimento de pacientes com demandas relacionadas a outras especialidades médicas.

Agora, assim como a Famesp, funcionários do hospital confirmam ao Jornal da Cidade que a assistência de saúde no local será encerrada na próxima semana. Presidente da fundação, Antonio Rugolo Júnior explica que o desligamento dos cerca de 100 funcionários que permaneciam vinculados ao HC precisará ser efetuado até o último dia de novembro porque o convênio com o governo do Estado se encerra no dia 31 de dezembro.

"As contas são pagas sempre no mês seguinte. Se mantivéssemos o funcionamento em dezembro, teríamos contas a pagar em janeiro, já com o convênio encerrado. Portanto, precisamos encerrar todas as atividades e contratos agora", pontua.

ESTADO

Apesar da confirmação da Famesp e dos próprios funcionários que já foram avisados do encerramento, a Secretaria de Estado da Saúde continua dizendo, por meio de nota, que não há suspensão de atividades no momento e que o HC segue operando com 20 leitos de enfermaria, com "uma taxa baixíssima de ocupação, de 10% na noite de quinta-feira", o que equivale a dois pacientes. Conforme o JC apurou, contudo, outros internados já teriam sido transferidos para o HE e a admissão de novos pacientes foi interrompida.

A Famesp terá até o dia 31 de dezembro para entregar o prédio, inclusive com a devida limpeza efetuada. Até o momento, não há previsão para a retomada dos atendimentos de saúde no HC, seja como hospital de campanha ou como hospital geral de média e alta complexidade, conforme originalmente planejado.

Ainda por meio de nota, a secretaria afirmou que "as medidas para implantação do HC no prédio da USP envolvem discussões técnicas, como aprimoramento de infraestrutura e perfil assistencial, que são objeto de análise pelas equipes da pasta, considerando as necessidades regionais".

Não foi destacado porta-voz da Secretaria da Saúde para demais esclarecimentos sobre o motivo de a Famesp informar a suspensão do atendimento e o Estado dizer que o HC segue operando.

Ler matéria completa