Bauru e grande região

Política

Prefeita visita a ETE e fala em entrega parcial até setembro

Junto com a presidente do DAE e secretários, Suéllen Rosim fez a 1.ª vistoria no local ontem

06/01/2021 - 05h00

Francisco Brunelli

Flávia Souza (à frente, da esquerda para direita), Suéllen Rosim, Marcos Saraiva e Elinton da Silva, juntamente com engenheiros e técnicos, visitaram a ETE Vargem Limpa nesta terça

A prefeita Suéllen Rosim, a presidente do DAE, Flávia Souza, e os secretários municipais Marcos Saraiva (Obras) e Gustavo Bugalho (Jurídico) fizeram a primeira vistoria na construção da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Vargem Limpa, na manhã desta terça-feira (5). A chefe do Executivo analisa entregar parcialmente a obra até setembro deste ano, mas de modo que já consiga tratar o esgoto bauruense.

A visita foi acompanhada por engenheiros e técnicos da Secretaria de Obras, do DAE e da empresa COM Engenharia, que executa a obra, além da imprensa. Na ocasião, Suéllen destacou que a equipe de governo está conhecendo todos os detalhes da construção. "Vamos fazer todo o esforço para entregar esta obra o quanto antes, se tudo correr bem, ainda neste ano. Uma possibilidade que estamos discutindo é fazer a entrega parcial da construção, mas que já consiga tratar todo o esgoto de Bauru. O restante pode ser concluído em seguida. Ao assumir a prefeitura, já sabia do desafio que é terminar esta importante obra que tem impacto em Bauru e em toda a região", lembra a prefeita.

"Vamos nos empenhar para atender o nosso compromisso com a população em tornar a estação de tratamento de esgoto funcional, que sirva nossa cidade, proporcionando mais qualidade de vida e melhoria sensível ao meio ambiente", afirma a presidente do DAE, Flávia Souza.

VALORES

O engenheiro Elinton Lopes da Silva, da Secretaria de Obras, deu detalhes técnicos da construção. O contrato da prefeitura junto à empresa COM Engenharia é de mais de R$ 146 milhões, sendo que R$ 98,3 milhões já foram pagos, com R$ 70 milhões do repasse do governo federal a fundo perdido, de um total de R$ 118,6 milhões previstos em convênio, e R$ 28,3 milhões de contrapartida municipal, com recursos do Fundo de Tratamento de Esgoto (FTE).

A obra física está em cerca de 50% de conclusão, enquanto o total já pago é de 70%, pois o valor envolve também a compra de equipamentos. Parte do material é importado e ainda vai chegar em Bauru. As frentes de trabalho contam, atualmente, com 150 funcionários.

ACOMPANHAMENTO

Em fase final da contratação pelo DAE, a ETE Vargem Limpa contará com o trabalho do consórcio formado pelas empresas Beck de Souza Engenharia e Engplus, para Acompanhamento Técnico de Obra (ATO), gerenciamento e fiscalização. O contratado deverá observar como a construtora está conduzindo o projeto, se todas as etapas estão sendo executadas de acordo com o planejamento e se a obra está atendendo a todos os requisitos de qualidade e segurança estabelecidos.

Com estas ferramentas, será possível também detectar anormalidades e pendências no processo, garantindo que sejam tomadas ações preventivas e corretivas em tempo hábil, de forma a não alterar prazo e gerar gastos imprevistos. O consórcio vencedor da licitação deverá apresentar ainda soluções técnicas durante a execução das obras, principalmente para sanar situações inesperadas que não puderam ser identificadas na fase de projeto.

Ler matéria completa