Bauru e grande região

Geral

Covid: vacinação será das 8h às 20h em Bauru

Secretaria Municipal de Saúde definiu o horário da imunização; expectativa é de que as doses comecem a chegar no dia 25

por Cinthia Milanez e Marcele Tonelli

15/01/2021 - 05h00

Malavolta Jr.

Secretário de Saúde, Orlando Costa Dias, dá novas informações sobre como o município está se planejando para a imunização

Bauru já definiu o horário da vacinação contra a Covid-19: de segunda a sexta-feira, das 8h às 20h, bem como aos sábados, domingos e feriados, das 8h às 18h. O secretário municipal de Saúde, Orlando Costa Dias, afirma que tudo está pronto para a imunização, mas o seu início depende da chegada das vacinas. A expectativa, segundo ele, é de que isso ocorra já a partir do dia 25 de janeiro deste ano.

32 pontos fixos de vacinação serão instalados e funcionarão até 12 horas por dia. Os prédios públicos ainda terão os endereços divulgados nos próximos dias. "Nós optamos por trabalhar das 8h às 20h nos dias úteis, em vez das 8h às 22h, como recomendado pelo Estado, para que os plantões não ficassem tão desgastantes às nossas equipes", explica.

Mesmo assim, o secretário garante que o expediente será suficiente para atender a demanda da primeira fase da imunização, quando o município deverá vacinar 75 mil pessoas, conforme o JC noticiou no início deste mês.

Em consonância com o Programa Estadual de Imunização, a cidade atenderá, em primeiro lugar, os trabalhadores da Saúde, as pessoas acima de 60 anos e aquelas que têm alguma comorbidade. Indígenas e quilombolas também deverão ser contemplados.

No caso dos idosos que vivem em abrigos, o município se comprometeu em levar a imunização até estes locais. Já a vacinação por meio de drive thru também é estudada pelos gestores.

FORÇA-TAREFA

Para atender toda a demanda, cerca de 30 equipes com mais de 300 servidores atuarão nos postos fixos. O secretário garante que a pasta possui funcionários suficientes para a ação, evitando que os serviços prioritários, como as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), sejam afetados.

De acordo com o titular da pasta, o prazo exato para a chegada das vacinas ainda é negociado com o Estado, que ficou de dar um retorno ao município na semana que vem.

Em nota, a assessoria de comunicação da Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo informa apenas que "as estratégias regionais de vacinação estão em definição".

REFRIGERAÇÃO

Ainda segundo Orlando Dias, as doses serão acomodadas em um almoxarifado central, que já possui uma rede de refrigeração adequada. Posteriormente, haverá a distribuição para os pontos de vacinação.

O secretário municipal reforça que Bauru possui um estoque de quase 300 mil seringas e agulhas. Para a fase 1 da imunização, cerca de 150 mil deverão ser utilizadas, computando a primeira e segunda doses para cada pessoa.

Prefeita participa de reunião virtual com o ministro da Saúde

Thayna Polin/Divulgação

A chefe do Executivo bauruense Suéllen Rosim e prefeitos das principais cidades do País participaram de encontro virtual com o ministro Eduardo Pazuello nesta quinta-feira

Ainda em relação à vacinação, a prefeita Suéllen Rosim participou, nesta quinta-feira (14), de reunião em formato virtual com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello. O encontro reuniu os chefes do Executivos dos principais municípios do País para tratar da distribuição das imunizações contra o coronavírus, por parte do governo federal.

"A distribuição das vacinas depende de outras esferas, como Estado e União. Mas, naquilo que é de responsabilidade do município, estamos bem preparados, tanto para acondicionar e distribuir internamente as vacinas, como também com equipes e os materiais necessários, com seringas e agulhas. Mas, os detalhes de como funcionará a vacinação em Bauru ainda depende de mais informações, que também estamos aguardando", comenta Suéllen.

Ler matéria completa