Bauru e grande região

Geral

Bairros devem receber 140 novos pontos de iluminação neste mês

Expectativa é finalizar serviços em 27 dias, antecipando a data prevista em contrato para execução, em vigor até setembro

por Bruno Freitas

04/05/2021 - 05h00

Aceituno Jr

Engenheiro Leandro Dias Joaquim, secretário municipal de Obras

Ao menos 24 bairros de Bauru devem ser impactados, até o fim deste mês, com instalações de 140 novos pontos de iluminação pública. Essa é a expectativa da Secretaria de Obras, que possui contrato com a empresa Potencial Elétrica, de Curitiba (PR), iniciado em outubro de 2019. O secretário da pasta, Leandro Joaquim, está otimista em finalizar o serviço dentro dos próximos 27 dias, antecipando a data prevista em contrato para a execução, em vigor até setembro.

Até o momento, segundo Joaquim, que assumiu o posto recentemente, há cerca de duas semanas, quando a prefeita Suéllen Rosim remanejou Marcos Saraiva para a presidência do DAE, o contrato vigente já implantou até agora cerca de 800 pontos de iluminação, que incluem braços e bicos de luz (os postes são propriedades da CPFL).

BENEFICIADOS

Estão na programação de melhorias diversas quadras de 41 ruas. Os bairros que receberão novos pontos de iluminação são Granja Cecília, Isaura Pitta Garms (Bauru I), Jardim Aeroporto, Jardim Celina, Jardim Colonial, Jardim Esplanada, Jardim Europa, Jardim Ferraz, Jardim Pagani, Jardim Solange, Jardim Tangarás, Núcleo Mary Dota, Parque Bauru, Parque Industrial Manchester, Parque Jaraguá, Parque Primavera, Parque Santa Cândida, Parque Santa Edwirges, Pousada da Esperança, Quinta da Bela Olinda, Vila Aviação, Vila Industrial, Vila Maria e Vila São João do Ipiranga.

Três bairros receberam o maior volume desta benfeitoria, o Tangarás, Manchester e Quinta da Bela Olinda. Segundo o secretário, nestes três bairros, há uma carência muito grande de infraestrutura. "Estes locais precisam de asfalto, iluminação, galerias. Mas o caso do Manchester, por exemplo, é muito complexo, envolve proteção ambiental. Mas a iluminação vamos complementar", informa Leandro Joaquim.

DESAFIOS

Leandro Joaquim, que é engenheiro e já foi titular da pasta nas gestões de Izzo Filho e Tuga Angerami, falou sobre os principais desafios neste novo momento dele na Secretaria de Obras. "Temos um grupo de trabalho que caiu pela metade. Na década de 1990, tínhamos aqui cerca de 550 servidores. Hoje, temos algo em torno de 300. Nosso maquinário é muito antigo, dos anos 70, assim como a usina de asfalto e caminhão-pipa. A cidade cresceu muito, se ordenou, e ainda tem muitos locais que necessitam de galerias pluviais e asfalto", destaca.

SUGESTÕES E DENÚNCIAS

Leitores podem enviar sugestões de pauta com problemas nos bairros no WhatsApp JC: 99754-5396

Ler matéria completa