Bauru

Geral

Mãe dá à luz, é intubada, se recupera da Covid e conhece bebê após 19 dias

Grávida de 36 semanas, a manicure Pamella Magalhães, de 30 anos, estava inconsciente quando passou pelo parto

por Larissa Bastos

27/06/2021 - 05h00

Fotos: Arquivo Pessoal

Pamella se recuperou da Covid-19 e recebeu alta do Hospital Estadual na última segunda-feira (21)

A manicure Pamella Antunes Duchatsch Magalhães, de 30 anos, estava grávida de 36 semanas quando desenvolveu a forma grave da Covid-19. Os médicos decidiram fazer o parto do bebê antes de intubá-la e a mãe passou pelo parto enquanto estava inconsciente. Na UTI do Hospital Estadual (HE), Pamella lutou contra a doença e, na última segunda-feira (21), após 19 dias internada, recebeu alta e pôde pegar no colo, pela primeira vez, a pequena Marina.

"Eu me lembro de pouquíssimas coisas. Mas recordo que, quando estava intubada, tinha pesadelos e sentia que havia perdido um dos meus filhos, só não sabia dizer qual. Quando acordei e soube que ela nasceu bem e saudável, foi uma injeção de força para me recuperar. Em momento algum pensei em desistir. Eu só queria viver. Sempre foi meu sonho ter meus três pequenos, poder estar com eles e criá-los", conta Pamella.

A manicure foi levada para a UPA do Geisel no dia 1 de junho. Por conta do quadro grave, ela foi logo transferida para o HE, onde, antes de intubá-la, os médicos decidiram que seria melhor realizar o parto. Então, na madrugada do dia 2, uma equipe da Maternidade Santa Isabel foi até o HE para fazer a cesárea. Assim que o procedimento terminou, Pamella foi levada para a UTI, onde permaneceu sedada até o dia 16.

"Quando acordou, ela mal conseguia falar. Estava muito debilitada pelo tempo que ficou 'dormindo' e pelos danos da doença. Ela também não sabia que a filha tinha nascido. Mas, quando contamos para ela por videochamada que a Marina estava bem, ela começou a se recuperar muito rápido. Tanto é que lá no Estadual a chamam de 'milagre'. E ela é mesmo o nosso milagre", lembra Miriam Magalhães, de 47 anos, mãe de Pamella.

A manicure recebeu alta na última segunda-feira (21) e, ao sair do hospital, foi recebida com uma festa promovida pelos familiares. "Ver todos eles foi a energia mais maravilhosa que senti na vida", diz.

'PAI E MÃE'

Enquanto Pamella estava internada e batalhando para vencer as complicações do coronavírus, o marido dela, Richerd Magalhães, de 32 anos, estava em casa 'sendo mãe e pai' dos três filhos do casal: Nicolas, de 9 anos, Cauê, de 1 ano e 4 meses, e da recém-nascida Marina. "Meu marido é incrível. Sou muito grata por tê-lo. Quando eu comecei a piorar, ele foi muito forte. Meu filho Nicolas também foi muito forte e até agora está cuidando de mim, me ajudando a me recuperar", conta a manicure.

Já a pequena Marina, mesmo prematura, nasceu muito saudável. "Conhecê-la e pegá-la no colo pela primeira vez foi maravilhoso. Deus me deu o presente de viver novamente, sinto que nasci de novo. Só quero me recuperar logo para poder trocar minha pequena e dar banho nela", afirma Pamella, que ainda não pode fazer esforço e tem dificuldade para andar.

Ela ainda aproveita para agradecer aos profissionais de saúde que cuidaram dela neste período. "Sou grata a todos, sem exceção. Foram incríveis comigo, me trataram muito bem", finaliza.

Ler matéria completa