Bauru

Geral

Viaduto da Duque terá interdições por meses e trânsito já está caótico

Maior problema é nos horários de pico; obras no dispositivo que fica sobre a Rondon seguirão até o fim de outubro

por Marcele Tonelli

22/07/2021 - 05h00

Malavolta Jr.

Obras no viaduto da avenida Duque de Caxias sobre a rodovia Marechal Rondon começou ontem e já impactou no trânsito

O viaduto da avenida Duque de Caxias sobre a rodovia Marechal Rondon (SP-300) começou a receber interdições de trânsito, nesta quarta-feira (21), para obras de reforço de sua laje, visando o maior fluxo que se dará no trecho após a liberação das marginais. Com isso, os motoristas precisarão ter paciência ou adotar rotas alternativas, uma vez que os trabalhos e as intervenções no local durarão meses. Já neste primeiro dia, o trânsito ficou caótico nos horários de pico. 

Nesta quinta (22), o impedimento segue parcial em apenas uma das pistas no sentido Bairro-Centro. Contudo, até o fim de outubro, o viaduto receberá tipos diferentes de interdições.

A primeira etapa, iniciada ontem, no sentido Bairro-Centro, deve ser encerrada nesta sexta-feira (23). Embora a interdição ocorra em apenas uma faixa e de forma programada, das 7h às 17h, o local registrou grande congestionamento em vários períodos do dia, conforme a reportagem do JC constatou.

E, a partir de sábado (24), pode ser que a situação do trânsito piore por lá, pois as duas faixas no sentido Bairro-Centro ficarão completamente interditadas o dia todo. E a previsão de liberação dessa etapa é apenas para setembro. Em todo esse período o tráfego no local se dará na pista que, hoje, atende o fluxo Centro-Bairro. Lá, ambos os sentidos de direção serão contemplados, mas cada um com apenas uma faixa.

Após conclusão dos trabalhos no sentido Bairro-Centro do viaduto da Duque, as obras contemplarão o outro sentido, Centro-Bairro, que também passará por interdições parcial e total. Essa última etapa está prevista para terminar no final de outubro.

A concessionária ViaRondon esclarece que os trabalhos são para a instalação de estacas e "lajes de transição" do viaduto. E diz que os serviços serão similares aos realizados no dispositivo da avenida Rodrigues Alves sobre a Rondon, que teve o trânsito liberado completamente no último sábado (17), após quase quatro meses de obras.

CAUTELA

O chefe do Grupo de Operações de Trânsito (GOT), Flávio Ferreira, aponta que equipes do órgão manterão monitoramento no trecho durante o período das intervenções, mas apenas em horários de pico.

Para evitar problemas e perda de tempo, tanto o GOT quanto a Via Rondon orientam os usuários a optarem por vias alternativas, como as avenidas Rodrigues Alves - recém-liberada - e a Nações Unidas.

"O trânsito ficará naturalmente um pouco mais lento e não há muito o que fazer", pontua o agente, explicando que "puxar" o trânsito com manobras do GOT por ali afogaria as demais vias. "Os motoristas devem redobrar a atenção e evitar aquela rota para colaborar com um melhor fluxo em todo o trecho", acrescenta Ferreira.

O congestionamento no viaduto da Duque sobre a Rondon, conforme a reportagem apurou, tem sido registrado com mais frequência nos intervalos entre 7h e 8h30, 12h e 14h e 17h e 19h.

Ler matéria completa