Bauru

Geral

Posto Covid para de receber pacientes a partir de amanhã

Por precaução, estrutura no local continuará montada por mais 60 dias

por Tisa Moraes

14/09/2021 - 05h00

Aceituno Jr./JC Imagens

Secretário de Saúde, Orlando Costa Dias comenta a reestruturação

Inaugurado em abril de 2020, o Posto Avançado Covid-19 (PAC) deixará de receber pacientes a partir desta quarta-feira (15), com encerramento completo das atividades na segunda-feira (20). O serviço - que foi fundamental para atender o grande número de moradores infectados pelo novo coronavírus, inclusive para internações de casos graves - fechará suas portas em um momento de arrefecimento da pandemia e também em razão do fim do contrato com a Fundação Estatal Regional de Saúde da Região de Bauru (Fersb).

O convênio da instituição com o PAC termina no dia 21 deste mês, quando profissionais, como médicos e fisioterapeutas, deixarão de prestar serviços dentro da unidade. Segundo o secretário municipal de Saúde, Orlando Costa Dias, o contrato poderia ser prorrogado, mas, devido à baixa demanda, o atendimento no posto será encerrado.

Porém, toda a estrutura, incluindo leitos e equipamentos, será mantida pelos próximos 60 dias, como medida de precaução diante da possibilidade de haver nova alta de casos de Covid-19 no período. "A estrutura vai ser mantida. Se, devido à variante delta ou a qualquer outra que surgir, houver aumento da demanda, conseguimos reativar o PAC rapidamente, até porque o contrato com a Fersb pode ser refeito a qualquer momento", frisa.

O posto funciona no prédio do antigo Pronto Atendimento Infantil (PAI), ao lado do Pronto-Socorro Central (PSC), e conta com oito leitos de UTI e cinco de enfermaria - do total, quatro estavam ocupados nesta segunda-feira (13). Da mesma forma que o ele, o PSC também deixará de receber pacientes com suspeita ou confirmação de Covid-19 a partir desta quarta.

'PORTA FECHADA'

Ao menos por enquanto, ele deverá concentrar essencialmente casos de urgência e emergência de pacientes com trauma trazidos pelo Samu e, eventualmente, pacientes mais graves de outras especialidades transferidos das UPAs. Ou seja, neste momento, a PS Central terá atendimento de "porta fechada".

Ainda de acordo com o secretário de Saúde, os servidores da prefeitura que atuam no PAC serão realocados para outras unidades. Já os pacientes de Covid-19 que tiverem quadro mais agravado serão atendidos em quartos de isolamento existentes nas UPAs até a transferência para leitos de internação hospitalar.

"Os casos leves e moderados continuam sendo atendidos nas unidades sentinela. Por enquanto, são as UBSs do Geisel e do Mary Dota, mas estamos estudando deixar só a unidade do Mary Dota", adianta Orlando Costa Dias.

Ler matéria completa

×