Bauru

Geral

Vacinação contra a gripe é ampliada

A partir de segunda, imunização será estendida a caminhoneiros, trabalhadores do transporte, policiais, detentos, entre outros

14/05/2022 - 05h00

Paulo Eduardo Campos/Prefeitura de Bauru

A imunização também seguirá para os grupos prioritários já liberados anteriormente

A Secretaria Municipal de Saúde iniciará, nesta segunda-feira (16), a aplicação da vacina da Influenza em caminhoneiros, trabalhadores do transporte público urbano e rodoviário, forças de segurança e salvamento - como policiais e bombeiros -, membros das Forças Armadas, funcionários do sistema prisional e população privada de liberdade. Até o momento, mais de 46 mil doses já foram aplicadas em Bauru (leia mais abaixo).

A imunização também seguirá para os grupos prioritários já liberados anteriormente: crianças entre seis meses e 5 anos, gestantes, puérperas, idosos com 60 anos ou mais, profissionais da saúde, professores das redes pública e privada, indígenas e indivíduos com comorbidade ou com deficiência.

As pessoas que pertencem a um desses públicos devem comparecer em uma UBS ou USF, de segunda a sexta, das 8h às 16h30, sem agendamento, e apresentar RG, CPF e comprovante de residência.

Para os profissionais da saúde, professores, caminhoneiros, integrantes das forças de segurança e salvamento, membros das Forças Armadas e funcionários do sistema prisional, é necessário comprovar que pertence a um desses públicos, assim como as pessoas com comorbidade, que devem levar a comprovação desta condição de saúde para tomar o imunizante.

Vale lembrar que os bauruenses que ainda estão com alguma dose pendente da vacina da Covid podem tomar o imunizante da gripe e do coronavírus no mesmo dia, se assim desejarem. Para as crianças, as demais vacinas infantis também podem ser tomadas no mesmo dia da Influenza, entre elas a do sarampo.

46 mil doses

De acordo com a Saúde, até esta quinta (12), já foram aplicadas 46.442 doses da vacina da Influenza, desde o começo da campanha. Foram 31.013 em idosos, 11.160 em profissionais da saúde, 3.164 em crianças, 483 em pessoas com comorbidades e 378 em gestantes. As demais foram aplicadas nos outros públicos da campanha.

Ler matéria completa

×