Bauru

Geral

Emei no Nova Esperança completa 5 anos de abandono

Local que já formou milhares de crianças gera insegurança aos vizinhos

por Bruno Freitas

06/08/2022 - 05h00

Bruno Freitas

O que já foi sala de aula um dia, hoje está em situação deplorável

Enquanto os gastos de recursos públicos da Educação são investigados em Bauru e até originaram uma Comissão Processante contra a prefeita Suéllen Rosim (PSC), a Escola Municipal de Ensino Infantil (Emei) Vera Lucia Cury Savi amarga cinco anos de abandono, tanto na gestão do ex-prefeito Clodoaldo Gazzetta (PSDB) quanto na atual, de Suéllen.

A Emei, no passado, foi referência e orgulho dos pais no Jardim Nova Esperança e Bauru 16. Nesta sexta-feira (5), o JC constatou lixo, entulho, cheiro de fezes humanas, vidros e portões quebrados, cercas cortadas e até usuário consumindo drogas, em plena tarde. A escola foi interditada em 2016 após infestação de pragas.

"É triste ver o local em que fui alfabetizado e carrego boas lembranças da minha infância desse jeito", comentou Matheus Ferreira, recém-formado em Direito e que reside no bairro.

REPOSTA

Ao JC, a Secretaria de Educação informou que, diferentemente do que as imagens mostram, o prédio não está abandonado, mas sim fechado para reforma. Ainda segundo a pasta, pelo menos uma vez por mês a prefeitura faz a capinação ao redor e recolhe objetos, materiais e lixo descartados irregularmente naquele espaço.

O Município acrescentou que está em fase final o processo licitatório visando à contratação de empresa especializada para a reforma e ampliação da escola.

Os alunos foram transferidos para a Emei Floripes Silveira de Souza, no Bauru XVI, e os funcionários remanejados para outras unidades escolares.

Ler matéria completa

×