Bauru e grande região

Internacional

Ataques de rebeldes a cristãos e curdos matam 28

por Folhapress

17/08/2013 - 12h35

Pelo menos 28 pessoas morreram em dois ataques de rebeldes sunitas contra as minorias cristã e curda em vilarejos na Síria. A perseguição aos dois grupos aumentou durante os mais de dois anos de conflito entre o regime do ditador Bashar al-Assad e opositores.

Reuters

Ataques de rebeldes a cristãos e curdos matam 28. Pessoas procuram por sobreviventes no meio dos escombros

Segundo a agência de notícias Sana, o ataque contra os cristãos ocorreu nos dois vilarejos de Ein al-Ajouz e Nasrah, na Província de Homs, durante a madrugada de hoje. Pelo menos 11 pessoas morreram após homens armados atacarem a região.


O grupo ativista Observatório Sírio de Direitos Humanos, sediado em Londres, também informou o fato, mas diz que a ação foi cometida por milicianos aliados do governo, mas confirmou que nove das vítimas eram cristãos.


Também na madrugada, rebeldes sírios vinculados à rede terrorista Al Qaeda atacaram a região de Asfar Najjar, de maioria curda no norte do país, deixando 17 mortos. O objetivo dos insurgentes era retomar o controle de Ras al-Ain, cidade estratégica na fronteira com a Turquia.


A região foi abandonada ano passado pelo Exército sírio em benefício dos combatentes curdos, segundo o grupo opositor.


As informações sobre a Síria não podem ser confirmadas de forma independente devido às restrições impostas ao regime de Bashar al-Assad à entrada de jornalistas internacionais no país.


Refugiados


Hoje, o Alto Comissariado da ONU para Refugiados informou que o número de refugiados sírios em países vizinhos subiu para 1.911.282, sendo que 35% deles está no Líbano (684.219).


O segundo país a mais receber refugiados é a Jordânia (516.449), seguido por Turquia (434.567), Iraque (15.935), Egito (107.112) e os países do Magreb (14.000).