Bauru e grande região

Internacional

Maduro dá armas e abrigo a colombianos

Grupos ilegais na fronteira existe desde os anos 1970

10/09/2019 - 06h00

REUTERS

Venezuelan President Nicolas Maduro attends a ceremony, after his swearing-in for a second presidential term, at Fuerte Tiuna military base in Caracas, Venezuela January 10, 2019. REUTERS/Adriana Loureiro Caption

Buenos Aires - Documentos obtidos pela revista Semana, da Colômbia, reforçam a suspeita que já era alertada pela oposição e pela ONU (Organização das Nações Unidas) de que a ditadura de Nicolás Maduro tem dado proteção e apoio a guerrilheiros e dissidentes de guerrilhas colombianas em território venezuelano.

Tal movimentação de grupos ilegais na fronteira existe desde os anos 1970 e vem se acentuando, devido ao acirramento das tensões na Colômbia. O atual presidente Iván Duque tem dificultado a implantação do acordo de paz com a ex-guerrilha das Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia), desmobilizada em 2016.

Duque também suspendeu as negociações com a ainda ativa guerrilha ELN (Exército de Libertação Nacional).

Os serviços de inteligência colombianos indicam que esses grupos têm se mobilizado nos estados Bolívar e Apure,onde montaram acampamentos de refúgio.

Ler matéria completa