Bauru e grande região

Internacional

'Greve do clima' é o termo do ano de 2019 no dicionário Collins

"Climate Strike" cresceu após ações da ativista jovem Greta Thunberg

por FolhaPress

08/11/2019 - 06h00

Nova York  - "Greve do clima" ou "climate strike", em inglês, são as palavras do ano de 2019, segundo o dicionário Collins. 

Segundo o dicionário, o termo é uma forma de protesto que começou há pouco mais de um ano com as ações da estudante sueca Greta Thunberg e que se tornou um movimento global. 

O termo foi registrado pela primeira vez em novembro de 2015 quando o primeiro evento denominado assim aconteceu na Conferência do Clima da ONU em Paris. Ao longo do último ano, porém, as greves do clima se espalharam e se tornaram uma realidade frequente em muitas cidades pelo mundo. Os lexicográficos do Collins observaram um aumento de cem vezes no uso do termo em 2019.

Desde 2013, o aumento do uso das palavras foi de quatro vezes. Outras palavras de destaque de 2019, segundo o Collins, são: "influencer": pessoa que promove escolhas de estilo de vida a seus seguidores em redes sociais); "cancel": deixar de reconhecer uma pessoa ou organização publicamente, especialmente nas redes sociais, para expressar desaprovação de suas atitudes ou opiniões; "deep fake": técnica que sobrepõe uma imagem ou um vídeo digital a outro, mantendo uma aparência sem edição e "rewilding": a prática de devolver terras ao seu estado selvagem, incluindo a reintrodução de espécies de animais que não são mais encontradas naturalmente no local). 

Ler matéria completa