Bauru e grande região

 
Internacional

EUA planejam mega esforço de testagem de vacinas contra Covid

O projeto pretende reduzir o tempo de desenvolvimento de uma vacina

por Reuters

23/05/2020 - 06h00

Chicago - Os EUA planejam um mega esforço envolvendo mais de 100 mil voluntários e cerca de meia dúzia das mais promissoras candidatas a vacina contra o coronavírus para cumprir a meta de entregar imunização segura e efetiva para a doença até o final deste ano.

O projeto vai reduzir o tempo de desenvolvimento de uma vacina, que geralmente é de 10 anos. Para fazer isso, os principais fabricantes de vacina concordaram em compartilhar dados e emprestar a utilização de sua rede de testes clínicos a concorrentes, caso sua própria candidata a vacina fracasse, disseram os cientistas.

Candidatas que demonstrarem segurança em estudos iniciais pequenos serão testadas em larga escala, de 20 mil a 30 mil indivíduos para cada vacina, a partir de julho. Entre 100 mil e 150 mil pessoas podem estar envolvidas nos estudos, disse Larry Corey, especialista em vacina do Fred Hutchinson Cancer Center, em Seattle.

O esforço para a vacina é parte de uma parceria público-privada chamada "Accelerating Covid-19 Therapeutic Interventions and Vaccines (ACTIV)" - Acelerando as intervenções terapêuticas e as vacinas para Covid-19 - anunciada no mês passado. O esforço está no âmbito do braço de pesquisa e desenvolvimento da "Operation Warp Speed" (operação velocidade de dobra), o programa anunciado pela Casa Branca na semana passada para acelerar o desenvolvimento de uma vacina.

As vacinas, que são usadas em pessoas saudáveis, são tipicamente testadas em etapas sucessivas, começando com testes em animais. Os testes em humanos começam com um pequeno experimento de segurança em voluntários saudáveis, seguido de um estudo maior para determinar a dosagem correta e ter uma primeira leitura da eficácia. O estágio final consiste em testes de larga escala em milhares de pessoas. Só após isso um desenvolvedor de vacina se compromete com a fabricação de milhões de doses.

Para obter a resposta mais rápida, as vacinas serão testadas em profissionais de saúde e comunidades em que o vírus ainda está se espalhando para descobrir se elas reduziram os casos novos de Covid-19.

Ler matéria completa