Bauru e grande região

 
Internacional

Piñera exonera seis dos seus 24 ministros

Governo do Chile faz ampla reforma ministerial após meses de crise

por FolhaPress

30/07/2020 - 05h00

Fotos Públicas

Sebastian Piñera, durante teleconferência em seu gabinete

Santiago - O presidente chileno, Sebastián Piñera, trocou seis dos 24 ministros nesta terça-feira (28), em uma tentativa de fortalecer o governo após membros da coalizão que o apoia terem se juntado à oposição na semana passada para aprovar uma polêmica lei de retirada de fundos de pensão.

A segunda reforma de gabinete em nove meses -e a quinta desde o início do mandato- envolveu quase todo o círculo político interno do presidente. As trocas foram nas pastas de Interior, Relações Exteriores, Defesa, Desenvolvimento Social, Secretaria-Geral do Governo e Secretaria-Geral da Presidência.

CONSERVADORES

Os novos indicados têm em comum um perfil mais conservador que seus predecessores.

"Convoco este novo gabinete e toda a coalizão Chile Vamos a começar um novo capítulo para o nosso governo e para o nosso país, com um verdadeiro espírito construtivo, convicção, unidade, fé e esperança", disse Piñera em uma cerimônia de posse, nesta terça, em Santiago.

A aprovação da lei que permite aos cidadãos sacar 10% do saldo dos fundos de pensão é a derrota política mais recente do líder de centro-direita, que vive uma crise desde outubro de 2019, quando protestos devido à da alta da tarifa do metrô da capital chilena se transformaram em atos em todo o país contra a desigualdade social e por melhores serviços públicos.

Segundo a proposta, a retirada funcionará como um auxílio emergencial para conter os impactos econômicos da pandemia -o governo é fortemente criticado pela demora em agir neste tema.

O agora ex-ministro do Interior Gonzalo Blumel, espécie de braço direito de Piñera, aceitou deixar o cargo por não ter conseguido deter a rebelião dos parlamentares governistas, cujo apoio à proposta de retirada das aposentadorias foi determinante para a aprovação da lei.

Ler matéria completa