Bauru e grande região

 
Internacional

Trump defende adiamento das eleições

Eleições presidenciais estão marcadas para dia 3 de novembro; presidente justifica a pretensão por causa da pandemia

por FolhaPress

31/07/2020 - 05h00

Shealah Craighead

Republicano recebe familiares de soldados mortos do Exército

São Paulo  - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, defendeu nesta quinta-feira (30) o adiamento das eleições presidenciais, marcadas para novembro. Em uma publicação no Twitter, o líder republicano afirmou que a votação universal pelo correio poderia fazer do pleito "a eleição mais imprecisa e fraudulenta da história" e um "grande embaraço para os EUA".

Ele sugeriu um adiamento para que as pessoas possam votar "de maneira adequada, segura e protegida". Há poucas evidências para apoiar as alegações de Trump, mas ele há muito se opõe à votação por correio, que, segundo ele, seria suscetível a fraude.

O avanço vigoroso da pandemia do novo coronavírus nos EUA fez com que pelo menos 14 estados americanos postergassem suas eleições primárias, levantando especulações sobre a possibilidade de adiamento da eleição geral no país, marcada para 3 de novembro.

Especialistas, no entanto, afirmam que a alteração da data é improvável e que o presidente, ainda que quisesse, não tem o poder de fazer qualquer modificação no calendário eleitoral por ordem executiva.

Neste momento as pesquisas de intenção de voto dão vantagem para o democrata Joe Biden que foi o vice-presidente de Barack Obama.

Ler matéria completa