Bauru e grande região

 
Internacional

Pesquisa mostra preferência por Biden no Brasil e em outros 21 países; Rússia é exceção

por FolhaPress

23/10/2020 - 16h12

Um levantamento realizado pelo instituto Ipsos aponta que, em 21 países, a maioria dos entrevistados votaria em Joe Biden para elegê-lo o próximo presidente dos Estados Unidos. No Brasil, 39% escolheriam o democrata, enquanto 20% têm Donald Trump como favorito.

O único país em que o atual presidente americano conquistaria mais um mandato na Casa Branca é a Rússia. O republicano tem 27% de preferência entre os russos, contra 13% do democrata. Metade dos entrevistados no país de Vladimir Putin não soube opinar e 10% preferiram não responder à pesquisa.

Na Polônia, os dois candidatos ficaram empatados com 27% de intenção de voto. Em todos os outros 21 países presentes no levantamento da Ipsos, Biden aparece na liderança. Na média entre as 24 nações, o democrata é o favorito de 48% dos entrevistados, enquanto 17% preferem Trump, 26% não sabem e 9% preferem não opinar.

A maior vantagem de Biden aparece na Suécia, onde 73% o escolheriam como presidente, 31 pontos percentuais à frente de Trump. A Índia registra a maior porcentagem de apoio ao líder republicano (34%), embora o democrata seja o preferido de 38% dos indianos.

Alvo das políticas contra imigrantes, uma das principais bandeiras de Trump, o México apresenta a menor porcentagem de apoio ao atual presidente. Apenas 7% dos mexicanos afirmam que votariam para reelegê-lo, enquanto 61% escolheriam Biden.

A pesquisa também perguntou quem os entrevistados acreditam que vai vencer a eleição de 3 de novembro. Na média, 38% dizem acreditar que Biden será o vencedor, enquanto 27% apostam em uma vitória de Trump. Em três países, os entrevistados acreditam na reeleição do republicano: Polônia (41%), Rússia (36%) e Hungria (35%).

A Ipsos entrevistou 17.507 pessoas nos 24 países entre os dias 25 de setembro e 9 de outubro. A margem de erro da pesquisa varia entre 3,5% e 4,8%.

Ler matéria completa