Bauru e grande região

Internacional

Sofagate: premiê italiano chama Erdogan de ditador

Conselho diz que evitou humilhação maior de líder europeia na Turquia

por FolhaPress

09/04/2021 - 05h00

Gabinete de imprensa/presidência turca

Duas cadeiras e uma mulher em pé: caso está repercutindo

Bruxelas  - O primeiro-ministro italiano, Mario Draghi, chamou o presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, de ditador ao responder a uma pergunta sobre o tratamento dispensado à presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, em evento na Turquia batizado de Sofagate.

Von der Leyen foi escanteada explicitamente durante sessão para fotos em um salão do complexo presidencial em Ancara: a visita à Turquia foi feita por ela e pelo presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, mas havia apenas uma poltrona ao lado da destinada a Erdogan.

A humilhação poderia ter sido ainda pior, a julgar por comunicado do chefe de protocolo do Conselho Europeu, Dominique Marro, divulgado nesta quinta. Segundo ele, ela ficaria fora da foto também no jantar e ocuparia uma cadeira menor em local de pouco destaque.

Ler matéria completa