Bauru

Internacional

Polícia argentina prende um dos suspeitos de ataque ao Clarín

por FolhaPress

28/11/2021 - 05h00

Buenos Aires - A polícia argentina prendeu nesta sexta-feira (26) o primeiro suspeito de ter participado de um ataque com bombas contra a sede do jornal Clarín.

De acordo com reportagem do próprio veículo, trata-se de um uruguaio de 44 anos, identificado como Martín Michell Gallarreta Albin, que foi encontrado após a análise de imagens de câmeras de segurança da região. Mais de 400 delas fazem parte da perícia do caso.

O jornal afirma que Albín encontrou os agentes quando voltava da comemoração da vitória do River no Campeonato Argentino.

O ataque ocorreu às 23h05 da última segunda-feira (22), em Buenos Aires, quando um grupo de nove pessoas encapuzadas lançou pelo menos sete coquetéis molotov —tipo de bomba caseira em que se coloca um líquido inflamável dentro de uma garrafa de vidro— contra o prédio de um dos principais veículos do país.

Os artefatos danificaram a fachada e provocaram um princípio de incêndio na entrada, sem deixar feridos.

Ler matéria completa

×