Bauru

Internacional

Europa: mais casos da nova variante

Após a Bélgica, Reino Unido confirma dois casos de variante Ômicron; Alemanha e Itália registram um caso de infectado

por FolhaPress

28/11/2021 - 05h00

Reprodução

Estratégia dos governos é se fechar, mesmo sem testagem

Bruxelas - Dois casos de Covid provocado pela nova variante de preocupação ômicron foram confirmados no Reino Unido na manhã deste sábado (27). Enquanto a Alemanha e a Itália também divulgaram o surgimento de um infectado em cada um dos países, após rastreamento de sintomas em pessoas vindas da África.

REINO UNIDO

O sequenciamento do genoma foi feito durante a noite e confirmou mutações "consistentes com B.1.1.529", afirmou a Agência de Segurança de Saúde do Reino Unido (UKHSA).

Os casos foram localizados nas cidades de Chelmsford (a nordeste de Londres) e Nottingham (no centro-norte da Inglaterra) e estão ligados a viagens ao sul da África, segundo a UKSHA.

Os pacientes e suas famílias estão isolados enquanto aguardam resultados de novos testes e o rastreamento de contatos. Segundo o governo britânico, haverá reforço de testes na região desses dois casos.

O Reino Unido, um dos primeiros países a suspenderem voos vindos do sul da África, anunciou que vai ampliar a lista para mais quatro origens: Maláui, Moçambique, Zâmbia e Angola. As medidas preventivas foram defendidas por cientistas britânicos: "Na dúvida, melhor 'ir duro, ir cedo e ir rápido'", disse uma delas.

O país vinha contendo o avanço da quarta onda com uma estratégia intensiva de testes e monitoramento por regiões. Na Inglaterra foi relaxado o uso de máscaras.

MAIS SUSPEITAS

Outros casos suspeitos foram anunciados neste sábado, em mais países europeus. O secretário para Assuntos Sociais e Integração do estado de Hesse (oeste da Alemanha), Kai Klose, afirmou que "várias mutações típicas da Ômicron foram encontradas em um viajante que voltava da África do Sul".

Em rede social, o secretário alemão disse que o paciente se auto-isolou, enquanto aguarda o sequenciamento completo do coronavírus. A Itália confirmou o caso, mas não deu detalhes.

Ler matéria completa

×