Bauru

Internacional

CBF anuncia cancelamento de amistoso contra a Argentina em junho

Esta definição sai dois dias após a Fifa decidir que aquela partida válida pelas Eliminatórias deve ser jogada

por FolhaPress

11/05/2022 - 13h57

Divulgação/CBF

Brasil e Argentina jogariam em Melbourne, na Austrália, na terceira partida da data-Fifa de junho

Em entrevista coletiva na manhã desta quarta-feira (11), a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) anunciou que o amistoso contra a Argentina, originalmente marcado para 11 de junho, foi cancelado. Esta definição sai dois dias após a Fifa decidir que aquela partida válida pelas Eliminatórias deve, sim, ser jogada.

"Ontem (10), recebemos um comunicado da Pitch, a empresa que detém os direitos dos amistosos da seleção brasileira. Neste comunicado, dizia que o jogo contra a Argentina foi cancelado", afirmou Juninho Paulista, coordenador da seleção brasileira. "Veio um comunicado da AFA [a confederação argentina], oficialmente, e nos comunicaram desta decisão. Nós estávamos preparados e com toda a logística pronta para este jogo porque entendíamos que deveríamos cumprir o contrato", completou.

Brasil e Argentina jogariam em Melbourne, na Austrália, na terceira partida da data-Fifa de junho. Os amistosos contra Coreia do Sul e Japão, respectivamente em Seul e Tóquio, estão mantidos nos dias 2 e 6 de junho (veja acima a convocação para estes jogos). Ambos valem como preparação para a Copa do Mundo no Qatar, mas a CBF ainda busca um terceiro adversário.

"Sabendo desta notícia, comecei a conversa com eles [da Pitch] para procurarmos mais um adversário. Entendemos ser importante jogar um terceiro jogo nesta data-Fifa. As conversas estão no início. Provavelmente enfrentaremos uma equipe africana e nossa sugestão é jogar na Europa. A partir do momento que as conversas forem aprofundadas, vamos comunicar", diz Juninho Paulista.

ELIMINATÓRIAS

Um outro jogo contra a Argentina deve acontecer em setembro, este adiado das Eliminatórias para a Copa do Mundo. Ambas as seleções já estão classificadas, e as Eliminatórias até já acabaram, mas Brasil e Argentina ficaram com um jogo a menos desde a confusão envolvendo a Anvisa e uma quebra de protocolo sanitário por parte de jogadores argentinos. A Fifa decidiu pela realização desta partida, mas a AFA recorre da decisão. A CBF ainda não diz publicamente o que vai fazer.

"Tínhamos um planejamento feito, questão de logística, viagem, exigências de visto, isso não é de uma hora para outra. Então, sim, este cancelamento é prejudicial. O jogo de setembro ainda é um assunto que discutimos internamente. Houve uma resolução da Fifa, e nós estamos pedindo esta resolução para analisar e futuramente decidir", completou Juninho Paulista.

Tite, por sua vez, preferiu manter suas opiniões privadas. "Há pouco estávamos conversando, Juninho, eu e o presidente [da CBF]. Eu externei minha opinião a eles, conversamos a este respeito e dei minha opinião. Só não quero externar publicamente", disse Tite na coletiva.

Ler matéria completa

×