Bauru

Internacional

Rússia condena Brittney Griner

Jogadora de basquete dos EUA terá nove anos de prisão e pagar multa

por FolhaPress

05/08/2022 - 05h00

Reuters

Governo Biden classificou pena como "inaceitável"

Washington - Um tribunal na Rússia considerou nesta quinta-feira (4) a jogadora de basquete dos EUA Brittney Griner culpada e a condenou a nove anos de prisão. Além da pena de prisão, a jogadora também terá que pagar uma multa de 1 milhão de rublos (R$ 85 mil).

Biden chamou a condenação de inaceitável e afirmou que seu governo "vai continuar a trabalhar incansavelmente" para repatriar a americana.

Griner foi detida em 17 de fevereiro, no Aeroporto Internacional Sheremetievo, próximo a Moscou, acusada de carregar cartuchos de óleo de haxixe, substância da cânabis ilegal na Rússia, para serem usados em um cigarro eletrônico. Ela chegou ao país para jogar por um time russo.

Com mais de 2 metros de altura, Griner, 31, joga nos EUA pelo Phoenix Mercury e é considerada uma das estrelas do basquete feminino americano desde quando disputava a liga universitária, pela Universidade de Baylor. Além disso, é bicampeã olímpica (Rio-2016 e Tóquio-2020). 

Ela tem prescrição médica para usar maconha de forma medicinal nos Estados Unidos para tratar de dores crônicas.

TROCA POR ESPIÃO

Biden mobilizou seu Departamento de Estado e fez uma oferta ao Kremlin: a troca de Griner e do ex-soldado Paul Whelan, preso desde 2018 sob acusação de espionagem, por Viktor Bout, traficante de armas preso nos EUA que ficou mais famoso por inspirar o filme "O Senhor das Armas", de 2008, com Nicolas Cage.

O acordo ainda não foi selado. Segundo a rede de TV americana CNN, citando fontes no governo americano, a Rússia quer incluir no pacote de troca um ex-coronel condenado por assassinato na Alemanha, Vadim Krasikov.

 

Ler matéria completa

×